PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Micale elogia Neymar por "gesto nobre" de recusar ser capitão da seleção

20/08/2016 23h03

Rio de Janeiro, 20 ago (EFE).- Rogério Micale, comandante da seleção olímpica do Brasil, elogiou Neymar neste sábado pela decisão de deixar Tite livre escolher outro capitão para a equipe principal e revelou sempre ter certeza de que o camisa 10 deveria liderar os agora medalhistas de ouro em campo.

"É um gesto nobre da parte dele, assim como fez comigo. Eu já tinha decidido que ele seria o capitão, porque era o jogador que tinha essa condição. Ele vem demonstrando maturidade quanto às atitudes dele, e aqui se mostrou um líder, sempre dedicado", afirmou o treinador.

O atacante disse em entrevista concedida à emissora "SporTV", ainda na beira do campo, que "Tite pode procurar outro capitão" para a seleção principal.

Micale preferiu não classificar Neymar entre os grandes craques brasileiros de todos os tempos, mas exaltou a trajetória recheada de conquistas em clubes e também com a camisa do Brasil, desde as divisões de base.

"Eu não sei mensurar em que nível ele está, porque é difícil comparar. Cada um teve sem momento, mas ele está caminhando para ser um dos grandes. E está conseguindo isso com títulos, o que é o mais importante", avaliou o técnico baiano.

O comandante ainda evitou entrar em polêmica sobre as comparações entre Neymar e Marta, da seleção feminina, que surgiram após as duas primeiras rodadas dos torneios de futebol dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

"Nós somos um povo muito fervoroso, muito passional, odiamos e amamos de um dia para o outro, mas é isso, é nossa forma descontraída. Às vezes atrapalha um pouquinho nosso planejamento, mas sempre é um povo caloroso, que acolhe de braços abertos", disse. EFE

bg/id

Esporte