PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Evo Morales perde pênalti, e time de Infantino vence amistoso na Bolívia

31/03/2016 14h43

La Paz, 31 mar (EFE).- Graças a pênalti perdido pelo presidente da Bolívia, Evo Morales, o time de ex-jogadores liderado pelo novo mandatário da Fifa, o suíço Gianni Infantino, venceu amistoso disputado nesta quinta-feira em Cochabamba, na Bolívia.

O jogo, que contou com a presença de Cafu, do espanhol Fernando Hierro, do colombiano Faustino Asprilla e dos argentinos Martín Palermo, Pablo Aimar e Roberto Ayala, do lado do dirigente esportivo, e de Julio César Baldivieso e Marco Etcheverry, na equipe montada pelo líder político, terminou empatado em 0 a 0.

A disputa de pênaltis foi com uma cobrança apenas. Infantino abriu a série, balançando as redes. Morales, por sua vez, parou na defesa do uruguaio Jorge Seré, campeão da Taça Libertadores e da Copa Intercontinental em 1988, com o Nacional.

A equipe da casa, além de ex-jogadores do país, ainda contou com alguns seguranças pessoais do presidente do país.

Antes da partida realizada no estádio do Aurora, da primeira divisão da Bolívia, Infantino concedeu entrevista coletiva e garantiu que está comprometido em liderar uma mudança no futebol mundial, e que a América do Sul é parte importante nesta processo.

"Com fatos concretos, vamos mostrar que estamos aqui, não por nós ou nossos interesses, mas pelo interesse exclusivo do futebol", garantiu o dirigente suíço, eleito em fevereiro deste ano.

Infantino, que chegou ontem à Bolívia, já havia visitado Paraguai e Uruguai, e encerrará o 'tour' pela América do Sul na Colômbia. A viagem não prevê passagem pelo Brasil.

Esporte