PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Seleção da Bélgica suspende treino após atentados em Bruxelas

22/03/2016 10h35

Redação Central, 22 mar (EFE).- O treino da seleção da Bélgica foi suspenso como consequência dos atentados terroristas acontecidos nesta terça-feira no aeroporto e no metrô de Bruxelas, que deixaram pelo menos 26 mortos.

A sessão estava prevista para o período da tarde no estádio Rei Balduíno como preparação para o amistoso que a seleção dirigida por Marc Wilmots disputará na próxima terça-feira contra Portugal.

"Nosso pensamento está com as vítimas. O futebol não é importante hoje. Treino cancelado", anunciou a Federação Belga em sua conta no Twitter. A federação não especificou se a partida será mantida na data prevista.

No dia 17 de novembro do ano passado foi cancelado o amistoso que seria disputado entre Bélgica e Espanha no estádio Rei Balduíno no dia seguinte devido ao "risco real de atentado".

As autoridades buscavam o terrorista Salah Abdeslam, que foi detido recentemente na capital belga por suposto envolvimento nos atentados de Paris, que causaram a morte de 129 pessoas e deixaram 350 feridas em novembro.

A consternação na Bélgica pelos atentados de Bruxelas nesta terça-feira também chegou aos jogadores do país, que mostraram suas condolências por meio de suas contas na rede social Twitter. Um deles foi o meia Adnan Januzaj, do Manchester United, que disse ser "horrível ver o que está acontecendo em Bruxelas".

"Rezem pela Bélgica, rezem pelo mundo. Todos os meus pensamentos estão com as famílias e amigos das vítimas", postou em inglês o atacante Christian Benteke, do Liverpool.

"Horrorizado e revoltado. Pessoas inocentes pagando o preço de novo. Meus pensamentos estão com as famílias das vítimas. Espero que Bruxelas aja com dignidade. Estamos todos machucados, mas temos que repudiar a propagação do ódio, por mais que isso seja difícil", comentou o zagueiro Vincent Kompany, do Manchester City.

cmg/vnm

Esporte