PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lorenzo afirma que não se vê favorito para o título da MotoGP em 2016

21/01/2016 14h59

Madri, 21 jan (EFE).- Atual campeão mundial de MotoGP, o espanhol Jorge Lorenzo, da Yamaha, descartou ser o principal candidato para conquistar o título da temporada 2016, que começará em 20 de março, com o Grande Prêmio do Catar.

"Não me considero favorito, embora se suponha que o campeão é quem nasça como favorito. Certamente que (Valentino) Rossi desejará vingança, mas (Dani) Pedrosa e (Marc) Márquez, além de outros pilotos, são candidatos", afirmou o também campeão das temporadas 2010 e 2012.

Lorenzo, que arrancou para o título após punição ao companheiro de equipe, disse esperar uma temporada com muita emoção, na mesma forma como aconteceu no ano pasasdo.

"Tomara que seja igualmente apaixonante o Mundial de 2016, ou até mais. Me parece que as Ducati estão cada vez mais perto, assim como a Suzuki. Teremos um espetáculo excitante e imprevisível", disse o piloto espanhol.

Lorenzo destacou que as mudanças no regulamento, no que diz respeito ao sistema eletrônico das motos, além dos pneus, obrigarão a todos os concorrentes a passar por período de adaptação, mas admitiu que a Yahama está preparada para os novos desafios.

"Acho que nós temos uma grande base. Trabalhamos muito para corrigir os problemas que tínhamos. Agora, a questão é como as mudanças terão influência no comportamento das motos na pista", disse o campeão mundial.

Por fim, o espanhol descartou qualquer problema ou rivalidade exagerada com Valentino Rossi, a quem ultrapassou na última prova da temporada na tabela de classificação, ficando com o terceiro título da categoria, lembrando que a polêmica em que o italiano se envolveu foi com Marc Márquez.

"Eu, durante todo o tempo, não tive qualquer contato com ele na pista. É um problema que eles têm que resolver, se falando no futuro. Eu fui muito limpo em todas as disputas que tive com os demais pilotos", concluiu o espanhol.

Esporte