PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chilavert diz que está "preparado e capacitado" para presidir a Conmebol

14/01/2016 15h15

Montevidéu, 14 jan (EFE).- O ex-goleiro paraguaio José Luis Chilavert disse que está "preparado" para ser presidente da Conmebol, um "direito" que, segundo ele, os jogadores devem ter.

Em entrevista publicada nesta quinta-feira pelo jornal esportivo "Ovación", Chilavert reiterou que os jogadores devem atuar como dirigentes para tornar o futebol mais transparente. E lembrou que essa posição, crítica a corrupção no esporte, também foi compartilhada por Diego Maradona e Romário.

"Quando Maradona, Romário e eu os denunciamos, nos trataram como índios e mortos de fome. Queremos ajudar a tornar o futebol mais transparente. Por isso, agora digo que os jogadores têm que ter o direito de apresentar seu candidato à presidência da Conmebol", afirmou o goleiro artilheiro e ex-capitão da seleção do Paraguai.

"Em meu caso, por exemplo, eu me sinto preparado e capacitado para poder fazê-lo (ser presidente da Conmebol)", disse.

Chilavert afirmou que costuma ter reuniões com outras pessoas ligadas ao esporte para debater assuntos relacionados à "má gestão do futebol sul-americano", que ganha fortunas e não distribui o dinheiro de forma equitativa, "prejudicando os clubes e, portanto, também aos jogadores".

O ex-goleiro afirmou que a Conmebol não pagou impostos durante muitos anos no Paraguai. Por isso, os ex-responsáveis pela entidade devem ser presos por essa evasão fiscal.

Até o momento, oficializaram suas candidaturas à Conmebol o presidente interino da entidade, o uruguaio Wilmar Valdez, e o presidente da Associação Paraguaia de Futebol, Alejandro Domínguez. As eleições estão marcadas para o dia 26 de janeiro.

Esporte