PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Estádio olímpico de Londres está subutilizado, diz comitê de especialistas

AFP PHOTO / ALBERTO PIZZOLI
Imagem: AFP PHOTO / ALBERTO PIZZOLI

Da EFE, em Londres

18/11/2013 09h56

O Estádio Olímpico construído para os Jogos Olímpicos de Londres de 2012 não está sendo bem utilizado, afirmou nesta segunda-feira um comitê de especialistas da Câmara dos Lordes britânica.

Em um relatório divulgado nesta segunda, o comitê do legado dos Jogos da Câmara de Lordes assinalou que o estádio, que custou 429 milhões de libras (512 milhões de euros), é um "bem nacional que deve ser utilizado ao máximo".

Embora os especialistas reconheçam o êxito da passada edição dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, pediram ao Governo britânico que "nomeie um ministro para assumir a responsabilidade do legado deixado pela reunião esportiva".

O grupo também afirmou que "o impulso político foi perdido" e criticou a falta de ambição por parte do Governo para a "construção de oportunidades" derivadas da realização desta reunião esportiva mundial.

"O Governo mantém seu compromisso de construir o legado dos Jogos Olímpicos em benefício de todo o país e das próximas gerações", afirmou um porta-voz do Ministério britânico de Cultura, Meios e Esporte, que lembrou que o legado de Londres "foi aclamado pelo Comitê Olímpico Internacional como modelo para as futuras reuniões olímpicas".

O relatório também criticou a distribuição geográfica dos benefícios econômicos derivados dos Jogos, que criaram 15 mil postos de trabalho no sudeste de Londres, mas unicamente sete na zona nordeste.

O estádio olímpico de Londres prevê acolher após as obras de reconstrução concertos musicais, a Copa do Mundo de Rugby em 2015 e os Mundiais de Atletismo em 2017.

Esporte