Joe Rogan defende saída de Conor McGregor do UFC 303: "Sábio"

Principal estrela já revelada pelo MMA, Conor McGregor sempre se vê no centro dos holofotes quando uma notícia envolvendo seu nome é divulgada. E com o mais recente anúncio de sua saída do UFC 303 por conta de uma lesão não foi diferente. Grandes atletas do Ultimate como Islam Makhachev e Rafael dos Anjos não perderam a oportunidade de provocarem o falastrão irlandês. Indo na contramão das críticas, Joe Rogan defendeu a postura de 'Notorious' no polêmico episódio.

Em recente edição do programa 'JRE Fight Companion', no Youtube, o comentarista do Ultimate definiu como "sensata" a decisão de Conor de deixar o combate contra Michael Chandler, originalmente programado para este sábado (29), em Las Vegas (EUA). Uma das vozes mais influentes dos esportes de combate, Joe Rogan exaltou o histórico do irlandês e opinou que, caso optasse em se manter no UFC 303, McGregor poderia ter problemas no seu aguardado retorno aos octógonos.

"Quando você é um cara que chuta tanto quanto o Conor, é um maldito problema (lesão no dedo). É também o mesmo pé da perna que ele quebrou, e ele foi para aquela luta lesionado. Ele nunca saiu de uma luta antes. Essa é a primeira vez que ele saiu, e eu o achei sábio, sensato. Acho que se você realmente tem um dedo quebrado indo para uma luta em que você já foi lesionado para sua última luta - e se a p*** do dedo se tornar um problema real? E se ele lançar um chute e esmagá-lo novamente, entrar em agonia e não conseguir se mexer? Você tem que ser capaz de sair da p*** do caminho contra o Michael Chandler", opinou Rogan.

Futuro do irlandês indefinido

Ao que tudo indica, apesar de ter retirado Conor do UFC 303, a lesão no dedo mindinho do pé não é extremamente grave. E prova disso é que o irlandês elege os meses de agosto e setembro como a janela ideal para seu retorno à ativa. Presidente do Ultimate, Dana White rebateu a projeção do ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) da liga, ao indicar que 'Notorious' não estaria pronto para competir nos meses citados. Sendo assim, uma eventual volta de McGregor segue indefinida.

Deixe seu comentário

Só para assinantes