Ryan Garcia recebe suspensão de um ano no boxe e tem vitória anulada após doping

Na última quinta-feira (20), Ryan Garcia anunciou sua aposentadoria do boxe e, no mesmo dia, conheceu sua punição por falhar nos testes antidoping realizados pela VADA (Associação Voluntária Antidoping) antes e depois da luta contra Devin Haney, disputada em abril, em Nova York (EUA). Com a confirmação do doping, o atleta recebeu da Comissão Atlética do Estado de Nova York uma suspensão de um ano do boxe e teve a vitória anulada.

Além disso, o repórter Dan Rafael informou que Garcia perdeu sua bolsa, no total de 1,1 milhão de dólares (cerca de R$ 6 milhões), para a 'Golden Boy Promotions', e deverá pagar uma multa estadual 10 mil dólares (cerca de R$ 54,5 mil). Na ocasião, o atleta testou positivo para a substância proibida ostarina. Ao receber a notícia, o americano negou ter feito uso de artifícios para melhorar sua performance no ringue.

Inclusive, a equipe jurídica de Garcia alegou que o atleta foi vítima por ter tomado um suplemento contaminado e frisou que ele não fez uso intencional do agente anabólico, cujo consumo sempre foi proibido para os lutadores. Contudo, mesmo se defendendo, o lutador viu a contraprova do exame também apontar resultado positivo para a substância proibida, confirmando assim o doping. Agora, com a punição definida, Ryan não lutará boxe tão cedo e ainda viu Haney voltar a ficar invicto no esporte.

Registro de Garcia no boxe

Ryan Garcia, de 25 anos, é um fenômeno do boxe. O americano se tornou sensação da internet ao publicar vídeos de seus treinos, possui 12,4 milhões de seguidores em sua conta oficial no 'Instagram' e, como profissional, construiu um cartel composto por 24 vitórias, sendo 20 delas por nocaute, uma derrota e um 'no contest' (sem resultado).

Deixe seu comentário

Só para assinantes