Gabriella Fernandes analisa vitória apertada no UFC Vegas 93: "Contundência foi o diferencial"

No último sábado (15), no UFC Vegas 93, Gabriella Fernandes disputou um combate bastante parelho e movimentado contra Carli Judice - que posteriormente foi eleita a 'Luta da Noite'. Após os três rounds programados, a peso-mosca (57 kg) brasileira foi declarada vencedora na decisão dividida dos árbitros laterais. Em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Ag Fight, 'Gabi', como é conhecida, destacou que sua contundência durante o confronto pode ter sido o fiel da balança em seu favor.

Vindo de duas derrotas seguidas e com a 'corda no pescoço', Gabriella tirou um peso das costas. Entretanto, no momento do anúncio do resultado, a atleta temeu que poderia amargar um novo revés pelo fato de sua oponente ser americana e o duelo disputado em Las Vegas (EUA). Ciente de que o combate foi equilibrado e o julgamento de cada juiz é relativo, a brasileira destaca que sempre tenta liquidar suas lutas o quanto antes.

"Tirei um peso grande das costas, graças a Deus. Já esperava que ele fosse querer fazer esse jogo de querer pontuar. No terceiro round, eu estava um pouco cansada, não vou mentir. E ela jogou muito volume. Mas acho que a contundência foi o diferencial ali na luta. Dei uns dois 'knockdowns' nela, que ela deu uma corridinha. No terceiro assalto eles falaram: 'Você tem que jogar mais pressão nesse round'. Porque a gente não gosta de deixar na decisão dos juízes. É bem relativo. Acho que estava empatada mesmo a luta (no fim do segundo round). Fiquei tensa (no anúncio do resultado) por ela ser americana", opinou 'Gabi'.

Bolso cheio pela batalha

Mesmo em ação no card preliminar do UFC Vegas 93, Gabriella e Carli roubaram a cena e protagonizaram a 'Luta da Noite'. Além do destaque, cada lutadora recebeu um bônus de 50 mil dólares (R$ 270 mil) pelo desempenho. Sendo assim, além do alívio desportivo por encerrar a má fase, a brasileira também recebeu uma bolada financeira.

Deixe seu comentário

Só para assinantes