Sem patrocinadores, Lucas Almeida exalta "respiro" com vitória no UFC Vegas 93

Lucas Almeida pode dizer que 'respirou aliviado' em duas frentes após vencer no UFC Vegas 93 do último sábado (15). Esportivamente, o triunfo pode ter sido crucial para, além de colocar um ponto final à má fase, garantir uma renovação de contrato com o Ultimate. Além disso, do ponto de vista financeiro, o resultado positivo também alivia e muito a situação do peso-pena (66 kg) brasileiro que, em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Ag Fight, revelou que perdeu todos seus patrocínios com as recentes derrotas acumuladas.

O atleta de Sorocaba (SP) vinha de duas derrotas e passou toda a temporada de 2024 sem nenhum tipo de auxílio de marcas ou patrocinadores. Com um triunfo convincente sobre Timmy Cuamba em sua última luta no atual contrato com o UFC, o brasileiro almeja uma extensão de contrato para respirar financeira e desportivamente.

"Uma vitória boa, graças a Deus. Tirei um peso das costas, com certeza. Sempre é bom ganhar, ainda mais no UFC. Ninguém quer perder. Sim, com certeza (tinha pressão). Mas não estava preocupado com isso, vim aqui buscar o que era meu. Treinei muito minha mente, estava focado e sabia que a vitória ia vir. Consegui impor meu jogo, com o boxe agressivo. Tenho muito ainda a mostrar. Estava com aquilo de: 'preciso vencer essas derrotas'. Agora nas próximas lutas, vou me soltar mais ainda. Com essa (possível) renovação de contrato, minha família vai triunfar, porque vou continuar meu legado no UFC. Com essa vitória, vou ganhar um ar. Perdi todos meus patrocínios depois da última derrota. Minha família me apoiou muito. E agora, com essa renovação de contrato, minha família vai prosperar de novo, vamos dar uma respirada", celebrou Almeida.

Histórico de Lucas no MMA profissional

Depois de se destacar no cenário nacional de eventos de MMA e passar pelo 'Contender Series', Lucas Almeida foi contratado pelo UFC em junho de 2022. Em dois anos 'de casa', o brasileiro soma duas vitórias e duas derrotas. Como profissional, o atleta de 33 anos possui um currículo de 15 triunfos e três reveses.

Deixe seu comentário

Só para assinantes