Melquizael Costa comemora vitória de virada no UFC Vegas 93: "Vim pra ficar"

Em suas três primeiras apresentações no Ultimate, Melquizael Costa somou duas derrotas e uma vitória. Dado o retrospecto, o brasileiro chegou ao UFC Vegas 93 do último sábado (15) com a corda no pescoço, já que o duelo contra Shayilan Nuerdanbieke marcava sua última luta prevista em contrato com a empresa. Dentro do octógono, porém, 'Melk' demonstrou que batalhava por sua permanência na liga e, de virada, derrotou o rival chinês via mata-leão no terceiro e último assalto.

Após o confronto, o peso-pena (66 kg) do Pará celebrou o triunfo e, em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Ag Fight, garantiu que "veio para ficar" na principal companhia de MMA do mundo. Feliz por ter conseguido se preparar da melhor forma possível para o combate e, no fim, ter o braço erguido, Melquizael destacou que teve a sensação de dever cumprido dentro do octógono.

"Estamos no jogo. É uma sensação de dever cumprido. Na minha luta passada, não sou de ficar falando isso, mas não tive o preparo para a luta em específico como eu fiz para essa luta, especificamente. Teve muitas coisas na luta passada, a gente iria lutar na semana seguinte, aí adiou. Foi muita coisa. E mérito do cara que acertou a mão na minha cara também (risos). Mas esse camp a gente fez muito completo e certo. Minha vida foi sempre (viver) o impossível. Então quando é 'quase impossível', para a gente é mamão com açúcar (risos). Não sou um cara que veio a passeio, vim para ficar. Não mostrei nem metade do arsenal que eu tenho Todo sonho é possível", comemorou Melk.

Cria da Chute Boxe

Após sua vitória, ainda no octógono, Melquizael exaltou o trabalho de sua equipe, que emulou o estilo 'carrapato' de Shayilan com excelência. Cria da Chute Boxe João Emílio, o brasileiro de apenas 27 anos já conta com um extenso cartel de 21 vitórias e sete derrotas no MMA profissional. 

Deixe seu comentário

Só para assinantes