Empresário revela que "doença persistente" retirou Chimaev do UFC Arábia Saudita

Na última quinta-feira (13), o anúncio da saída de Khamzat Chimaev do UFC Arábia Saudita caiu como uma bomba e pegou os fãs de MMA de surpresa. Alguns torcedores especularam que uma possível lesão poderia ter sido o motivo do afastamento do 'Lobo' de seu combate contra Robert Whittaker. Mas de acordo com o empresário do russo, Majdi Shammas, a real causa foi uma "doença persistente", que teria afetado seu atleta durante boa parte do camp de preparação para o duelo do dia 22 de junho.

Através de suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Shammas realizou uma espécie de pronunciamento oficial sobre o caso e, apesar de não revelar qual a doença Chimaev está lidando, explicou que a atual condição clínica do wrestler inviabilizaria sua participação no 'main event' do UFC Arábia Saudita. O confronto com Whittaker 'caiu' a menos de dez dias para o evento e, por conta disso, o empresário do 'Lobo' se desculpou com o ex-campeão peso-médio (84 kg) e com os fãs. 

"É com grande decepção que anunciamos que Khamzat Chimaev foi forçado a se retirar de sua luta agendada contra Robert Whittaker. A doença persistente que Khamzat tem lutado durante grande parte do camp de treinamento não pôde ser curada a tempo. Ele entrou e saiu de hospitais diversas vezes. Embora todas as opções disponíveis tenham sido cuidadosamente consideradas, chegou-se agora a um ponto em que a equipe concordou mutuamente que não é possível continuar desta forma. Entrar no cage sem estar devidamente preparado contra um adversário tão formidável como Robert é, infelizmente, impossível. Embora a causa esteja muito além do controle de qualquer pessoa, um sincero pedido de desculpas é estendido", resumiu o empresário.

Substituto confirmado

A alta cúpula do Ultimate agiu rapidamente nos bastidores e, no mesmo momento que anunciou a saída de Chimaev, já revelou quem ocuparia sua vaga no primeiro card da história da empresa na Arábia Saudita. O substituto escolhido foi Ikram Aliskerov, que atualmente está fora do ranking da categoria, mas possui um cartel de 15 vitórias e apenas uma derrota. Seu único revés, curiosamente, foi sofrido diante de Khamzat, quando os dois ainda competiam sob a chancela do 'Brave'.

Confira abaixo o pronunciamento completo:

"É com grande decepção que anunciamos que Khamzat Chimaev (13-0) foi forçado a se retirar de sua luta agendada contra o terceiro colocado do ranking, Robert Whittaker, em 22 de junho, em Riad. A doença persistente que Khamzat tem lutado durante grande parte do camp de treinamento não pôde ser curada a tempo. Ele entrou e saiu de hospitais diversas vezes. A condição tem sido mantida dentro da equipe, pois todos estão absolutamente empenhados em encontrar uma solução. Embora todas as opções disponíveis tenham sido cuidadosamente consideradas, chegou-se agora a um ponto em que a equipe concordou mutuamente que não é possível continuar desta forma. Entrar no cage sem estar devidamente preparado contra um adversário tão formidável como Robert é, infelizmente, impossível. Esta é uma reviravolta devastadora para Khamzat, seus treinadores, parceiros de treino e outros membros da equipe. Ser a atração principal da primeira visita do UFC à Arábia Saudita foi uma grande honra e algo muito esperado. Embora a causa esteja muito além do controle de qualquer pessoa, um sincero pedido de desculpas é estendido ao UFC, Dana White, Mick Maynard, Sean Shelby, Hunter Campbell, Sua Alteza o Sr. Turki Alalshik, Robert Whittaker e sua equipe, e o mais importante, aos fãs que estavam ansiosos pela luta. Mas tudo acontece por uma razão e Deus tem seus próprios planos, os objetivos continuam os mesmos. Khamzat e sua equipe agora chegarão ao fundo da causa dos problemas e ele voltará ainda mais forte. Infelizmente, isso faz parte do jogo de luta e assim que Khamzat estiver saudável, seu tão esperado retorno ao octógono será imediatamente remarcado. Saúde sempre em primeiro lugar", explicou Majdi.

 

 

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes