Malhadinho revela que lesionou o joelho esquerdo durante vitória no UFC 302

Em sua última aparição no octógono mais famoso do mundo, Jailton Almeida não deu brechas para Alexandr Romanov, finalizando o adversário ainda no primeiro round, em pouco mais de dois minutos. No entanto, mesmo sem quase ser tocado durante o combate, o peso-pesado brasileiro acabou se lesionando. Em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Ag Fight, 'Malhadinho' revelou que a contusão foi sofrida no joelho esquerdo.

Sem nenhum tipo de incômodo pré-luta, o wrestler baiano acabou sentindo um incômodo enquanto ajustava a posição no solo, antes de finalizar o rival romeno. Após o evento, inclusive, Malhadinho recebeu uma suspensão médica por tempo indeterminado, até que obtenha liberação médica para voltar a treinar e competir. Atento à situação, Jailton destacou que fará, em breve, uma bateria de exames para compreender a gravidade da lesão.

"Por incrível que pareça, nessa luta eu não tomei nenhum golpe, e acabei sentindo o joelho durante a luta. Quando fui buscar uma posição, quando fui colocar o gancho nas costas dele, do Romanov, acabei contraindo muito o joelho. Fiz esse movimento aqui (dobrar). E acabou dando um choque, aquele tranco que dá no joelho. Eu senti, só que o sangue estava quente, no calor da luta (continuei). Aí quando desci do cage e fui andando, comecei a sentir um incômodo no joelho. Os médicos do UFC avaliaram, coloquei uma joelheira. Eles mandaram fazer ressonância, um exame específico. Aí vou fazer e mandar para eles darem uma avaliada. Ainda não sei (a gravidade). Ainda sinto um pouco o joelho quando dobro, mas nada que esteja doendo muito como estava antes. Tomara que não seja nada", explicou o atleta da Bahia.

Lesão pode atrapalhar os planos?

De olho em uma oportunidade de disputar o cinturão, Malhadinho desafiou Ciryl Gane, número 2 do ranking, para um confronto direto no UFC Paris, programado para o dia 28 de setembro. Agora resta saber se a lesão no joelho adquirida no UFC 302, no início do mês, será ou não um empecilho para que o brasileiro consiga se preparar a tempo do eventual cenário.

Deixe seu comentário

Só para assinantes