Chimaev revela lesão durante luta com Usman no UFC 294: "Acho que quebrei a mão"

Apesar de ter derrotado Kamaru Usman na possível maior luta de sua carreira até então, Khamzat Chimaev apresentou uma visível queda de desempenho do primeiro para o segundo e terceiro rounds. E pode haver uma explicação lógica para essa percepção dos fãs. Após o combate, que serviu como co-luta principal do UFC 294, em Abu Dhabi (EAU), o 'Lobo' revelou, em bate-papo com a imprensa em um 'media scrum', que machucou sua mão no assalto inicial do confronto.

Depois de imprimir um ritmo avassalador nos minutos iniciais e controlar Usman no solo, Khamzat lesionou a mão na reta final do round. Com um incômodo na região, o wrestler admitiu que teve mais dificuldade em manter o oponente no chão no decorrer do combate. A dor era tamanha que o Lobo não descarta a possibilidade de ter quebrado a mão.

"Eu dominei o cara no primeiro round. No último minuto do primeiro round, eu acho que quebrei a minha mão. Foi difícil fazer wrestling e mantê-lo no chão, não conseguia usar minha mão direita, então veremos o que acontece. Talvez esteja quebrada, talvez não, mas sentia a p*** da dor. Não sei e não ligo. Eu venci, meu braço foi erguido. Usman é um ótimo lutador. Estou feliz porque ganhei a luta", admitiu Khamzat, de acordo com a 'TNT Sports'.

Invencibilidade ampliada no MMA

Após chegar como uma espécie de 'bicho papão' ao Ultimate, em 2020, Chimaev segue superando desafios cada vez maiores em busca de uma chance de disputar o cinturão da organização. Com o mais recente triunfo sobre Usman, o 'Lobo' ampliou sua invencibilidade no MMA profissional - agora já são 13 vitórias no cartel.

Deixe seu comentário

Só para assinantes