PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cormier defende Adesanya após críticas por atuação monótona no UFC 276

Ag. Fight

07/07/2022 08h00

No último sábado (2), Israel Adesanya defendeu pela quinta vez o cinturão dos pesos-médios (84 kg) do Ultimate, quando superou Jared Cannonier na luta principal do UFC 276. Entretanto, apesar de mais um resultado positivo para o seu cartel, o nigeriano lidou com muitas críticas pela sua performance pouco atrativa no octógono em evento realizado na cidade de Las Vegas (EUA).

Por isso, em declaração à reportagem da 'ESPN' americana, Daniel Cormier saiu em defesa do rei dos médios do UFC. De acordo com o ex-campeão da companhia, Adesanya teve uma atuação soberana diante do rival, mas recentemente tem sofrido na alta expectativa que os fãs e parte da mídia especializada depositam em suas performances.

"Achei que ele (Adesanya) lutou bem. Foi inteligente e dominou a luta. Ele venceu quatro rounds a um em ambos os cartões (dos árbitros) e, em outro cartão, venceu de cinco rounds a zero. Então o que você pode querer mais de alguém mantendo seu título e vencendo todos os rounds? O problema é que, quando você se torna um cara como Israel - Anderson Silva e Jon Jones passaram pela mesma situação - você se torna tão dominante que essas performances se tornam um pouco sem brilho", analisou.

Apontado como uma das grandes estrelas do UFC da atualidade, Israel Adesanya é campeão do peso-médio desde 2019 e defendeu o título da categoria cinco vezes. Na divisão, o nigeriano segue invicto, pois seu único revés no MMA aconteceu nos meio-pesados (93 kg) em duelo contra Jan Blachowicz. Pelo Ultimate, afircano já superou Anderson Silva, Brad Tavares, Derek Brunson, Jared Cannonier, Kelvin Gastelum, Marvin Vettori (duas vezes), Paulo 'Borrachinha', Robert Whittaker (duas vezes) e Yoel Romero.

Esporte