PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Inspirado em Khabib, 'Malhadinho' promete dominar rival no UFC com o grappling

Ag. Fight

19/05/2022 07h00

Revelado pelo reality show 'Contender Seris' em 2021, Jaílton Almeida já é apontado por parte dos fãs como uma das grandes promessas do MMA. Neste sábado (21), em Las Vegas (EUA), o brasileiro vai disputar sua segunda luta no UFC e agora se aventura no peso-pesado contra Parker Porter. E, mesmo atuando em uma categoria diferente, o baiano informa que seu jogo vai ser o de sempre.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, 'Malhadinho' explica que não há motivo para abdicar do grappling, já que este é seu ponto forte, principalmente, com o próximo compromisso sendo no peso-pesado, categoria conhecida como a mais perigosa do MMA por conta do poder dos seus lutadores. Como são poucos os integrantes da divisão com conhecimento na luta agarrada, o brasileiro visa explorar tal diferencial.

Outro ponto que faz o baiano apostar nas quedas e no jiu-jitsu é Khabib Nurmagomedov. Jaílton nunca escondeu ser admirador do ícone do esporte e lembrou que o mesmo nunca negou suas origens, ou seja, não precisou mudar seu estilo de luta para ser campeão do UFC e se tornar um dos melhores lutadores da história do MMA.

"Ele é um cara da trocação e eu do grappling. Ele, quando cai, consegue se levantar, porque não pegou alguém do grappling, que segura bem no chão. A estratégia é sentir a luta primeiro e, se ele der uma brecha, pegar e fazer meu jogo. A ideia é fazer três rounds, mas vou buscar uma boa posição. Acho que consigo terminar antes do terceiro round. O segredo é fazer o feijão com arroz, o que faço sempre. Khabib foi campeão, com 29 vitórias, fazendo o jogo que faz sempre. Ele não precisou mudar e continuou fazendo o jogo dele. É isso que vou fazer. Sou muito fã do Khabib e do Chimaev", declarou a promessa do MMA.

Originalmente, 'Malhadinho' enfrentaria Maxim Grishin nos meio-pesados (93 kg), mas o russo não pôde atuar. Dessa forma, o brasileiro, disposto a ficar ativo, subiu para os pesados. Como atuou na divisão anteriormente, Jaílton viu o desafio de lutar contra Porter com bons olhos. No entanto, o atleta adianta que sua intenção é crescer na categoria de baixo. Vale destacar que o baiano impressionou na divisão ao tirar a invencibilidade do russo Nasrudin Nasrudinov no 'Contender Series' e ao nocautear Danilo Marques em sua estreia no UFC. De qualquer forma, o lutador promete brindar seus fãs com atuações dominantes em qualquer peso.

"A minha luta seria contra o Grishin, mas ele acabou se lesionando. Eu estava procurando um adversário na minha categoria de origem, mas não achamos, os caras estavam com oponentes. Aí, me ofereceram a luta no peso-pesado. Como já tinha feito duas lutas nos pesados no Brasil, meu empresário aceitou e agradeço o Porter por aceitar. Falei, 'Vamos fazer esse teste de fogo e ver o que vai acontecer'. Depois dessa luta, vou voltar para os meio-pesados. Mas, no futuro, pretendo lutar no peso-pesado também. Estou muito feliz. Só pelo fato de não ter que cortar peso", concluiu.

Esporte