PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Empresário menospreza Covington vs Masvidal e enaltece 'Durinho' vs Chimaev

Ag. Fight

29/01/2022 08h30

Aos poucos, o cenário dos meio-médios (77 kg) do UFC fica claro, mas, mesmo assim, provocações acontecem e não apenas envolvendo os atletas. Kamaru Usman, campeão da categoria, deve enfrentar Leon Edwards, Vicente Luque está alinhado para encarar Belal Muhammad, Colby Covington e Jorge Masvidal medem forças no dia 5 de março, em Las Vegas (EUA), e Gilbert Burns pode lutar com Khamzat Chimaev. Assim como parte dos fãs, Ali Abdelaziz está tão empolgado com o momento da divisão, que ataca e defende certos lutadores.

O UFC não oficializou o combate entre 'Durinho' e Chimaev, mas, como os tops dos meio-médios expressaram de forma frequente o interesse no encontro, o anúncio pode acontecer em breve. Por outro lado, a aguardada luta entre Covington e Masvidal, finalmente, será realizada e, como os americanos são populares e rivais de Usman, o vencedor ficará próximo de disputar o título da categoria pela terceira vez contra o rival.

Contudo, se depender de Abdelaziz, isso não vai acontecer. De acordo com o empresário, 'Chaos' e 'Gamebred' já viveram seus melhores dias no MMA, sendo assim não fizeram por merecer uma nova oportunidade de encarar Usman. Vale destacar que as últimas derrotas da dupla foram, justamente, para o campeão dos meio-médios do UFC. Já que o cartola classifica 'Durinho' e Chimaev como lutadores melhores, indica que o vencedor do hipotético duelo é quem merece alcançar o status de desafiante número um da categoria.

"Chimaev vs 'Durinho' será a verdadeira luta pelo desafiante número um. Não é como Covington e Masvidal. Esses caras têm um cartel combinado de 0-5 em suas últimas cinco lutas. É uma grande luta. Não estou tirando nada da luta, estilisticamente, o hype, tudo está ótimo. Mas acho que 'Durinho' vs Chimaev é a verdadeira luta pelo desafiante número um", decretou o cartola, em entrevista à 'ESPN' americana.

No UFC desde 2014, Gilbert 'Durinho', de 35 anos, atravessou seu melhor momento na organização no período de 2018 até 2020, quando emplacou uma sequência de seis vitórias e disputou o título dos meio-médios. Atualmente, o brasileiro se encontra na segunda posição no ranking da categoria e possui triunfos marcantes sobre Demian Maia, Gunnar Nelson, Stephen Thompson e Tyron Woodley. No MMA, o atleta levou a melhor em 20 lutas e perdeu quatro vezes.

Invicto no MMA, Khamzat Chimaev, de 27 anos, possui quatro lutas no UFC e se encontra em 11º lugar no ranking dos meio-médios. O sueco estreou pela organização em 2020 e, até o momento, suas vítimas nela foram sobre John Phillips, Rhys McKee, Gerald Meerschaert e Li Jingliang em sequência. A curiosidade é que 'Borz' venceu os dez combates que disputou na carreira pela via rápida (seis por nocaute e quatro por finalização), estatística que prova sua dominância quando atua.

Esporte