PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Julianna Peña adere à teoria da conspiração sobre COVID: "Estão tentando nos matar"

Ag. Fight

28/01/2022 15h13

Desde que se espalhou pelo mundo, o Coronavírus causou a morte de milhares de pessoas. Mas, mesmo com os problemas originados pela pandemia, ainda há quem faça pouco caso da COVID-19 e questione sua letalidade. Inclusive, Julianna Peña, mais nova campeã do peso-galo (61 kg) do UFC, falou o que pensa a respeito da doença.

Ao participar do podcast 'The Joe Rogan Experience', que gerou polêmica por conta da opinião do apresentador e de seus convidados sobre a COVID-19, Julianna surpreendeu ao minimizar o impacto causado pela ameaça em nível global. De acordo com a campeã do peso-galo do UFC, não é necessário tanto alarde em relação ao vírus. Não satisfeita, a americana admitiu ser adepta de teorias da conspiração e indicou que há algo por trás da pandemia de Coronavírus.

Vale destacar que, apesar do posicionamento de Julianna, a COVID-19 afetou os Estados Unidos para valer. Tanto que o país é um dos principais prejudicados pela pandemia. Segundo as estatísticas, cerca de 73 milhões de habitantes contraíram o vírus e a quantidade de mortos passou dos 878 mil. De qualquer forma, uma descrente 'The Venezuelan Vixen' contesta os números apresentados pelas pesquisas e até mesmo os cuidados mais básicos, como a utilização das máscaras de proteção para evitar a propagação do Coronavírus.

"Eu ouvi seu podcast com os dois médicos, um atrás do outro. Quero dizer, isso me abriu os olhos. Sou uma grande teórica da conspiração em tudo isso e tenho sido desde o início. Eu sou como, 'Isso é apenas um roubo de dinheiro. Isso é, eles estão tentando nos matar e isso é ridículo'. Por mim, não coloco uma máscara a menos que alguém me peça. E então eu fico tipo, 'Acabou. Vamos'. Isso é ridículo. Estou cansada disso. Estou tão cansada disso", declarou a lutadora.

Julianna Peña, de 32 anos, fez história no MMA. A americana venceu a 18ª edição do reality show 'The Ultimate Fighter', em 2013, e se tornou campeã do peso-galo do UFC, em 2021. 'The Venezuelan Vixen' iniciou sua trajetória no esporte em 2009, disputou 15 lutas, venceu 11 e perdeu quatro vezes. Seus triunfos mais importantes foram sobre Amanda Nunes, Cat Zingano, Jessica Eye e Sara McMann.

Esporte