PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dana White revela que Ngannou vs Jon Jones é a luta a se fazer em 2022

Dana White exibe cinturão do UFC - Brandon Magnus/Zuffa LLC via Getty Images
Dana White exibe cinturão do UFC Imagem: Brandon Magnus/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

28/01/2022 10h46

Após Francis Ngannou defender o cinturão do peso-pesado do Ultimate, superando Ciryl Gane, no UFC 270, realizado no último sábado (22), ficou a dúvida sobre qual será o próximo rival do camaronês pelo título. Quem não perdeu tempo e já fez questão de provocar o campeão foi Jon Jones, que ainda segue à espera de sua estreia na nova categoria e é sempre apontado como um dos favoritos para brigar pela coroa da divisão.

No que depender de Dana White, presidente da companhia, esse confronto entre Ngannou e Jones é um dos seus sonhos para 2022. Embora ainda lide com questões financeiras envolvendo os dois lutadores, que já cobraram publicamente maiores remunerações, o cartola adiantou que espera tirar esse duelo do papel em breve.

"Espero que essa (Ngannou x Jones) seja uma das grandes lutas deste ano. Se formos capazes de fazê-la, com certeza iremos", disse Dana, em entrevista à 'ESPN' americana.

Francis Ngannou estreou no UFC em 2015 e, pela maior liga de MMA do mundo, soma 12 triunfos, sendo dez por nocaute, e dois reveses. Em março de 2021, o camaronês chegou ao lugar mais alto do peso-pesado do Ultimate, quando nocauteou o então campeão Stipe Miocic. Além de superar o americano e agora Gane, seus triunfos mais marcantes da companhia, foram sobre Cain Velásquez, Junior 'Cigano' e Alistair Overeem.

Por outro lado, Jon Jones é apontado por muitos como o maior lutador de todos os tempos, mas está longe do octógono mais famoso do mundo desde fevereiro de 2020, quando derrotou Dominick Reyes, por pontos. O americano, que dominou durante anos a divisão dos meio-pesados, acumulando recordes e conquistas, anunciou sua subida para o peso-pesado em 2020, mas ainda não tem data para estrear na nova divisão. Em toda sua carreira, o lutador de 33 anos venceu 26 confrontos, tendo ainda um 'no contest' (luta sem resultado) e um revés, sofrido após aplicar um golpe ilegal e ser desclassificado.

MMA