PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Daniel Cormier reprova 'trash talk' feito por Jon Jones e avisa: "Precisa lutar"

Ag. Fight

26/01/2022 14h39

Jon Jones ainda não estreou pelo peso-pesado do UFC, mas sua chegada na nova divisão a abalou por completo. Francis Ngannou e Ciryl Gane lutaram na edição de número 270, realizada no último sábado (22), na Califórnia (EUA), porém a vitória do campeão da categoria foi ofuscada pelo 'trash talk' feito por 'Bones'. Como atua como comentarista Daniel Cormier opinou a respeito da provocação da lenda do MMA para o camaronês e o francês.

Antes da luta acontecer, Jones reconheceu que Ngannou e Gane possuem qualidade e os tratou como potenciais ameaças, mas, durante e após o combate, mudou de postura, indicou que o peso-pesado merece ter atletas melhores no topo e afirmou que vai dominar a categoria. Ciente do comportamento de 'Bones', Cormier reprovou a conduta do rival e concordou com a crítica feita por Michael Bisping, seu companheiro de profissão. O comentarista destacou que já passou da hora do ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC sair da redes sociais e voltar a lutar, algo que não acontece desde fevereiro de 2020. De acordo com 'DC', a demora do ícone do esporte em subir ao octógono é prejudicial ao mesmo, pois o impede de ampliar seu legado.

"Para mim, Jon Jones precisa lutar. Em algum momento, você tem que lutar. Você tem que lutar. Uma coisa é ser o campeão, defender, lutar. Mesmo quando ele e eu estávamos passando por nossa situação, ele era suspenso, mas voltava e lutava. Mesmo quando isso significava lutar contra 'OSP', sempre que eu estava machucado. No final das contas, ele estava lutando. Agora, ele está apenas falando. Quando você vai lutar? Por pior que tenha sido, Ngannou teve uma lesão no joelho, se machucou, teve um camp de treinamento ruim, todas essas coisas e ainda lutou", analisou Cormier, ao participar de um programa na 'ESPN' americana.

Jon Jones, de 34 anos, é ex-campeão dos meio-pesados do UFC e é apontado por parte dos fãs como o melhor lutador da história do MMA. Após dominar a categoria, 'Bones' decidiu se aventurar e passou a integrar o peso-pesado, já que revelou que sempre sonhou em alcançar o lugar mais alto da divisão. Em sua carreira no MMA, o americano disputou 28 lutas, venceu 26, perdeu uma e a outra terminou em 'no contest' (sem resultado). Seus triunfos de maior importância foram sobre Alexander Gustafsson (duas vezes), Anthony Smith, Chael Sonnen, Daniel Cormier, Dominick Reyes, Glover Teixeira, Lyoto Machida, Maurício Shogun, Ovince Saint Preux, Quinton 'Rampage' Jackson, Rashad Evans, Ryan Bader, Stephan Bonnar, Thiago 'Marreta' e Vitor Belfort.

Esporte