PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasileiro Allan Begosso perde invencibilidade em disputa de título do LFA

Ag. Fight

04/12/2021 02h53

Em card importante para os fãs brasileiros de MMA, o LFA (Legacy Fighting Alliance) 119 contou com a presença do até então invicto Allan Begosso, representante da equipe Alpha Male. No entanto, após cinco assaltos disputados, o atleta foi superado por pontos na disputa do título dos pesos-galos (61 kg), em show disputado nesta sexta-feira (3), em Glendale (EUA).

Em sua terceira apresentação no evento, Begosso voltou a mostrar afiado jogo na luta em pé, mas sucumbiu diante do insistente e bem preparado fisicamente rival Richard Palencia, que apostou em estratégia pouco vistosa, mas muito eficaz.

Ao longo dos cinco assaltos, o americano levou vantagem com seguidos clinches e tentativas de quedas, que garantiram um ritmo elevado e que se mostraram capazes de anular a agressividade de Allan. Vitória importante do novo campeão do LFA, que agora acumula um cartel profissional invicto com dez vitórias.

No main event da noite, Joshua Silveira (filho do treinador brasileiro 'Conan' Silveira) encarou o canadense Jared Revel e colocou em prática a estratégia perfeita para dominar todos os assaltos e vencer por pontos. Invicto com sete lutas em sua carreira profissional, o atleta, campeão dos pesos-pesados do LFA, também conquistou o título dos meio-pesados (93 kg) do show nesta noite.

A luta

Dono de mãos pesadas, Allan estudou o adversário durante os primeiros cinco minutos e apostou em investidas com ataques singulares. Após conectar alguns golpes de esquerda, o brasileiro balançou o rival no final da etapa e garantiu a vantagem em round morno. Allan 10 x 9 Palencia.

Com uma queda logo no início da segunda etapa, Palencia deixou claro que não daria mais espaço para o brasileiro. Com seguidos clinches junto à grade, o americano passou a maior parte dos cinco minutos atacando da curta distância com golpes pouco efetivos, mas que resultaram na vantagem na visão dos jurados. Por sua vez, Allan teve seu grande momento ao tentar um triângulo de mão que pareceu incomodar o oponente. Allan 19 x 19 Palencia.

No terceiro assalto, o americano foi superior desde o início. Dono do centro do cage, o atleta dono da casa imprimiu o ritmo e caminhou para frente a maior parte do tempo. Com clinches e tentativas de quedas, Richard Palencia controlou as ações com seu forte jogo de wrestling e mostrou grande preparo físico. Allan 28 x 29 Palencia.

Melhor fisicamente, o americano repetiu a mesma estratégia: clinche, quedas e golpes da curta distância. Mesmo com algumas tentativas de finalização, o brasileiro voltou a ser dominado e pouco pôde fazer diante do constante ritmo do oponente. Allan 37 x 39 Palencia.

Ciente da desvantagem nas papeletas dos jurados, Allan adotou estilo mais agressivo no último round e caminhou para frente. Investindo mais em ataques da média para a curta distância, o brasileiro chegou a anotar um knockdown no rival que, malandro, voltou a clinchar por tempo suficiente para se recuperar e não ser nocauteado. Allan 47 x 48 Palencia.

Esporte