PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Julgamento de Jon Jones por acusação de violência doméstica é adiado para janeiro

Ag. Fight

01/12/2021 12h42

Jon Jones está em liberdade, mas ainda lida com as consequências de sua última polêmica. Em setembro, o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC foi preso, em Las Vegas (EUA), acusado de ter praticado violência doméstica, lesão corporal e violação de veículo da polícia e o mesmo deveria ter comparecido ao tribunal na última terça-feira (30), mas o juiz adiou a data do julgamento para os promotores apresentarem uma queixa criminal contra 'Bones'.

Agora, a nova data do tribunal para julgamento de Jones foi redefinida para 31 de janeiro. É nesta dia que o ex-campeão do UFC vai descobrir se enfrentará acusações criminais após sua prisão. Essa foi a segunda vez que a prorrogação da audiência foi concedida pelo juiz.

Jon Jones, que vive em Albuquerque, no Novo México, foi preso, em Las Vegas, horas depois de ser homenageado pelo UFC com sua presença no 'Hall da Fama' da organização. Apesar do episódio lamentável, o lutador foi liberado da cadeia logo na sequência, após pagar a fiança estipulada no valor de oito mil dólares (cerca de R$ 45 mil). Sendo assim, até o dia 31 de janeiro, o atleta continuará treinando normalmente, visando seu retorno ao UFC e sua estreia no peso-pesado.

Esporte