PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

'Cyborg' amplia reinado no Bellator ao nocautear Kavanagh no primeiro round

Cris Cyborg, lutadora de MMA - Divulgação
Cris Cyborg, lutadora de MMA Imagem: Divulgação

Ag. Fight

13/11/2021 11h18

Cris 'Cyborg' é uma atleta tão diferenciada, que segue com dificuldade para encontrar rivais competitivas e lutas equilibradas. Na última sexta-feira (12), a lenda brasileira protagonizou o Bellator 271, na Flórida (EUA), e o resultado foi o esperado por parte da comunidade do MMA. Na atração, a campeã do peso-pena (66 kg) nocauteou Sinead Kavanagh em pouco mais de um minuto e defendeu o cinturão pela terceira vez.

Logo no início do combate, 'Cyborg' tirou proveito de sua vantagem física e avançou, assustando Kavanagh com uma sequência poderosa. A brasileira, simplesmente, ignorou o fato da adversária ser boxeadora. Na grade, o duelo ficou um pouco travado, sem tanta ação. De volta à trocação, a campeã do peso-pena do Bellator e a desafiante ao título partiram com tudo para o ataque e acertaram golpes limpos no rosto, porém, melhor para a curitibana, que não se abalou com a força da oponente, a derrubou com seus cruzados e encerrou o confronto distribuindo socos com a mesma no solo, no chamado 'ground and pound', até a interrupção do árbitro.

Com mais um resultado positivo, a lenda do MMA segue soberana no Bellator e aguarda por nomes conhecidos do público. A princípio, Cat Zingano, que se recupera de lesão, é favorita para ser a próxima desafiante ao título da campeã e até mesmo Kayla Harrison, presente no evento e que está livre de seu contrato com o PFL, é cotada para encarar a brasileira.

Cris 'Cyborg', de 36 anos, é uma das lutadoras mais condecoradas do esporte e, consequentemente, é considerada por parte da comunidade do MMA uma das melhores da história. A brasileira estreou na modalidade em 2005 e foi campeã no Bellator, Invicta FC, Strikeforce e UFC. Os triunfos de maior destaque da curitibana foram diante de Gina Carano, Holly Holm, Julia Budd e Marloes Coenen (duas vezes).

MMA