PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Finalista do GP do Bellator, Corey Anderson provoca Blachowicz e Glover: "Sou o melhor"

Ag. Fight

Ag. Fight

19/10/2021 08h00

Desde que trocou o UFC pelo Bellator, Corey Anderson se transformou. Na maior organização de MMA do mundo, o americano era reconhecido por parte da comunidade do esporte como um top dos meio-pesados (93 kg), porém não empolgava no octógono. Mas, na nova casa, o atleta venceu as três lutas que disputou por nocaute e avançou para a final do GP da divisão. Agora, 'Overtime' vai encarar Vadim Nemkov, campeão da categoria, e esbanja confiança.

Na coletiva de imprensa pós-Bellator 268, evento realizado no último sábado (16), no Arizona (EUA), Corey ignorou o russo após nocautear Ryan Bader de forma rápida e tratou de provocar Jan Blachowicz, campeão dos meio-pesados do UFC, e Glover Teixeira, que se enfrentam na edição de número 267, que acontece em agosto, em Abu Dhabi (EAU), pelo título da categoria. Como vive excelente fase no MMA e possui vitórias sobre os veteranos, o americano deixou a humildade de lado e cravou que é o melhor lutador da divisão.

Em seus tempos de UFC, Corey disputou duas lutas contra Blachowicz e enfrentou Glover uma vez. Em 2018, o americano controlou o desafiante ao título dos meio-pesados durante os 15 minutos no octógono. Já em 2015, 'Overtime' massacrou o atual campeão da categoria e, para dois dos três juízes laterais, chegou a aplicar 10×8 no adversário em mais de um round. Na revanche, realizada em 2020, o polonês deu o troco e nocauteou o algoz no primeiro assalto. Caso encontre o atleta pela terceira vez no MMA, o representante do Bellator adiantou que iria dominar o rival novamente.

"Já sei que sou o melhor meio-pesado do mundo. Blachowicz foi apenas um arranhão no meu escudo. Não vou dizer que o subestimei, mas olhei além dele. Eu estava pensando 'Surrei esse cara uma vez e vou fazer de novo', mas não deveria. Eu deveria ter lutado uma luta de cada vez. Como disse nas entrevistas durante a semana, aprendi minha lição", declarou Corey, antes de completar.

"Agora, estou sempre preocupado com o momento atual. Não estou preocupado com o que vem a seguir. Não estou olhando além de alguém, qualquer coisa ou qualquer momento. Sei que posso dominar Blachowicz novamente. Sei que posso fazer a mesma coisa que fiz em 2015, quando eu tinha apenas seis ou sete lutas no meu currículo. Agora, estou ainda melhor com 21 ou 22", concluiu.

Corey Anderson, de 32 anos, iniciou sua trajetória no MMA em 2013, venceu o TUF 19 e não demorou para figurar entre os melhores meio-pesados do esporte. Em seus tempos de UFC, o americano integrou o top-5 da categoria e, ao assinar com o Bellator, continuou mantendo o alto nível e se tornou um dos principais nomes da organização. Na modalidade, 'Overtime' venceu 16 lutas, perdeu cinco vezes e seus triunfos de maior importância foram sobre Glover Teixeira, Jan B?achowicz, Johnny Walker e Ryan Bader.

Esporte