PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Volkanovski relembra momentos dramáticos no UFC 266 e exalta Ortega: "Tem meu respeito"

Ag. Fight

Ag. Fight

27/09/2021 14h10

Foi difícil, mas Alexander Volkanovski conseguiu defender seu cinturão do peso-pena (66 kg) do UFC pela segunda vez. Na edição de número 266, realizada no último sábado (25), em Las Vegas (EUA), o campeão da categoria sobreviveu aos ataques de Brian Ortega e venceu o rival na decisão unânime dos juízes. Após a batalha, o australiano relembrou a experiência no octógono.

Na coletiva de imprensa pós-UFC 266, Volkanovski colocou um ponto final na rivalidade com Ortega e garantiu que, após a intensa luta que protagonizaram, o respeita. Inclusive, o campeão do peso-pena fez questão de enaltecer a garra do adversário, que se recusou a sair do combate quando a equipe médica foi consultada.

Vale lembrar que, antes do confronto acontecer, o australiano atacou 'T-City' e até mencionou seu caso de doping, ocorrido em 2014. No entanto, nada como uma verdadeira guerra para acalmar os ânimos dos profissionais, mudar a impressão que um possui do outro e até mesmo aproximá-los.

"Nada além de respeito agora. Ortega tem o meu respeito. Eu pensei que iria quebrá-lo. O árbitro decidiu que precisava de um minuto para fazer perguntas e ele não estava respondendo direito. Eu estava olhando, ele respondeu errado todas as perguntas, mas esperaram até que ele respondesse certo", declarou Volkanovski, antes de completar.

"Eles deram a ele um minuto extra e ele literalmente não conseguia ver para onde estava indo. É isso, acabou. Vou, ignoro a pressão, e ele ataca de volta como se nada tivesse acontecido. Ele é resistente e durável. Crédito para ele. Dei golpes nele, parecia que ele estava acabado, mas ele voltava mais forte. Serei sempre respeitoso, mas existem coisas que precisam ser ditas às vezes e direi", pontuou o australiano.

Para vencer Ortega, Volkanovski teve que dar tudo de si no octógono e viveu momentos dramáticos na luta, principalmente, no terceiro round. Na ocasião, o americano, conhecido por ser dono de um jiu-jitsu técnico, aplicou uma guilhotina e um triângulo justos em 'The Great' e faltou pouco para destroná-lo, mas o australiano mostrou o motivo de ser o campeão do peso-pena do UFC.

De forma surpreendente, Volkanovski sobreviveu aos ataques do rival, chocou a comunidade do MMA com sua resistência e o atacou de forma intensa na sequência. Passado o susto, o atleta revelou o que passou por sua cabeça em um dos momentos mais difíceis de sua carreira e admitiu que 'T-City' é melhor do que imaginava.

"A guilhotina estava apertada. Pensei que eu estava prestes a perder o cinturão, mas o tipo de ser humano que sou, passei por adversidades, sempre estou preparado e explodo. Nunca desisto e é o que aconteceu. Isso foi o mais profundo possível. Lembro que estava fazendo barulhos estranhos, mas não me lembro qual fiz. Continuei lutando, abri um pouco de espaço e levantei meu queixo. Ele me colocou em um triângulo justo também. Isso apenas mostra que 'T-City' é conhecido por seu jiu-jitsu. Pensei que ele não iria me levar tão fundo. Crédito para ele", concluiu.

Esporte