PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Treinador revela que cirurgia no joelho tirou Alexandre Pantoja da luta de título do UFC

Ag. Fight

Ag. Fight

24/09/2021 06h30

Na última semana, o Ultimate confirmou a trilogia entre Brandon Moreno e Deiveson Figueiredo pelo cinturão do peso-mosca (57 kg), em duelo que vai acontecer no dia 11 de dezembro. A notícia pegou muita gente de surpresa, pois o mexicano havia adiantado que não gostaria de encarar o 'Deus da Guerra' e mirava um combate diante de Alexandre Pantoja, inclusive recebendo a aprovação de Dana White, presidente da liga.

Mas, então, o que aconteceu para o UFC preterir Pantoja? Recentemente, o mandatário do UFC adiantou que houve um problema com o atleta natural de Arraial do Cabo (RJ), mas sem entrar em detalhes. Por isso, a reportagem da Ag. Fight entrou em contato com Marcos 'Parrumpinha', treinador do lutador na equipe 'American Top Team', e ele revelou que o competidor passou por uma cirurgia no joelho e não estaria apto para atuar.

"Foi bastante difícil (recusar a luta), pois o Pantoja já ganhou do campeão duas vezes com relativa facilidade e então sabemos do potencial dele. Estamos esperando essa oportunidade já há algum tempo, então foi bem difícil. Não tínhamos como aceitar (a luta) porque o 'Pantoja' tinha saído da sala de operação horas antes do UFC oferecer a luta. Não teríamos tempo para lutar dia 11 de dezembro", disse o técnico, antes de destacar que o brasileiro está focado na sua recuperação e sem se abalar com a chance perdida.

"Ele é um casca grossa da pesada e agora ele só pensa em ficar bom e bater em qualquer adversário que seja para voltar a receber o convite pra disputar o cinturão de novo. Ele nem pensa em ficar triste", concluiu o treinador que afia o jogo de chão de Pantoja.

Em recuperação da operação, Pantoja estará atento ao combate entre Moreno e Deiveson, dois velhos conhecidos seus. O brasileiro já venceu duas vezes o campeão da divisão, enquanto foi derrotado uma ocasião pelo compatriota. Questionado sobre a 'torcida' do seu pupilo, 'Parrumpinha' deixou essa situação em aberto, mas adiantou quando o peso-mosca já poderia estar em ação para desafiar o detentor do cinturão.

"Ele não tem preferência. Obviamente ele sempre torce pra um brasileiro vencer e ficar com o cinturão. Ele respeita os dois e na verdade gosta dos dois também. Ele quer ser campeão. Não importa se vai lutar com o Moreno ou Deiveson. Os dois adversários apresentam motivações diferentes pra ele. Com o Deiveson seria uma revanche e com o Moreno seria uma emoção de saber que ele já ganhou do atual campeão duas vezes. Vamos esperar e ver como as coisas se desenrolam. Quem sabe não estamos disputando o cinturão na próxima defesa do campeão, talvez em março?", completou.

Alexandre 'Pantoja' compete no MMA profissional desde 2007, mas chegou ao UFC dez anos depois. Na sua carreira, o brasileiro venceu 24 lutas e perdeu cinco vezes. A sua última apresentação aconteceu em agosto deste ano, quando superou Brandon Royval.

Esporte