PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Khabib revela o que o UFC deve propor para Cejudo sair da aposentadoria

Ag. Fight

Ag. Fight

04/08/2021 14h20

A temporada 2020 foi de despedida para alguns ícones do MMA. Nela, Daniel Cormier, Henry Cejudo e Khabib Nurmagomedov anunciaram suas respectivas aposentadorias, porém 'Triple C' é o único que, constantemente, flerta com um possível retorno ao esporte. Dessa forma, o russo, ex-campeão do peso-leve (70 kg) do UFC mencionou o que a organização deveria oferecer para contar com o ex-número um do peso-mosca (57 kg) e do peso-galo (61 kg) de volta.

Em entrevista ao canal do 'YouTube' 'ESNews', Khabib indicou que Cejudo, seu amigo e também agenciado por Ali Abdelaziz, voltaria a atuar no MMA, caso o UFC lhe oferecesse uma superluta. De acordo com a lenda russa, o americano se encontra em um patamar diferenciado em relação aos demais atletas e que, por isso, deve escolher bem seu próximo passo.

Vale lembrar que, quando estava em atividade e até mesmo fora do UFC, Cejudo expressou, mais de uma vez, o interesse em enfrentar Alexander Volkanovski, número um do peso-pena (66 kg) da organização, pois seu objetivo sempre foi se tornar campeão de três categorias diferentes. Além do australiano, 'Triple C' também se mostrou aberto a encarar Brandon Moreno, por conta do que ambos representam para a comunidade latina.

"Cejudo pode trazer tanto para a mesa, mas não acho que alguém nos galos e nos moscas possa trazer tanto quanto ele. Quando ele sobe no cage, traz uma medalha de ouro olímpica e os cinturões dos moscas e galos. O que eles vão trazer? Eles têm que trazer algo. Este show se baseia nos números. Você tem que trazer alguns números. Isto é o que eu penso. Os campeões olímpicos são atletas de níveis diferentes", explicou o russo.

Henry Cejudo, de 34 anos, marcou época no UFC. O americano foi um dos poucos lutadores que conseguiu alcançar o status de campeão duplo (peso-mosca e peso-galo) da maior organização de MMA do mundo. 'Triple C' estreou no esporte em 2013 e saiu dele em 2020. Seu cartel profissional é composto por 16 vitórias, sendo oito por nocaute, e duas derrotas. Além disso, o ex-número um da companhia possui triunfos marcantes sobre Demetrious Johnson, Dominick Cruz, Marlon Moraes, Sergio Pettis e TJ Dillashaw.

Esporte