PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Presidente do Bellator revela que vai reforçar segurança para luta entre 'Pitbull' e McKee

Ag. Fight

Ag. Fight

30/07/2021 16h12

A aguardada final do GP do peso-pena (66 kg) do Bellator entre AJ McKee e Patrício Freire já apresentava um clima hostil e, após a coletiva de imprensa pré-show, realizada na última quinta-feira (29), a relação entre os atletas ficou ainda pior. Na ocasião, os desafetos quase chegaram às vias de fato, tiveram que ser contidos pela turma do deixa disso e foram retirados do local. Sendo assim, a expectativa de parte da comunidade do MMA para o encontro entre os tops da categoria, que rola neste sábado (31), na Califórnia (EUA), foi ampliada.

Tanto que Scott Coker, presidente do Bellator, compartilha da mesma opinião dos fãs. Em entrevista ao site 'MMA Junkie', o cartola, que ficou no meio da confusão entre os lutadores na coletiva de imprensa, brincou com a situação. Passado o susto, o homem de negócios adiantou que a segurança para a edição de número 263 da companhia será reforçada para evitar qualquer tipo de novo contratempo entre os finalistas do torneio.

Após a polêmica discussão entre McKee, Patrício e membros de suas equipes, os envolvidos foram criticados por uma parcela dos fãs e Coker também lamentou o episódio, mas ignorou aplicar qualquer tipo de punição nos profissionais. Ao mesmo tempo, o cartola indicou que o ocorrido é uma amostra do quão interessados estão os astros do Bellator no embate. Vale lembrar que, anteriormente, o homem de negócios classificou o duelo entre 'Pitbull' e 'Mercenary' como uma das maiores lutas da história da organização.

"Não quero que os lutadores se machuquem. Ninguém está sendo pago hoje, certo? A luta acontece no sábado. Quando eles começaram, pensei 'OK, isso pode ficar ruim muito rápido'. Senti que tinha que mantê-los separados. Recebemos segurança. Teremos que obter segurança adicional no sábado à noite. Acho que vamos ter que pedir mais segurança. É uma grande luta, a pressão está alta e a intensidade também. Você viu a paixão, viu muito como eles realmente se sentem um pelo outro. Será uma guerra no sábado à noite. Acho que isso vai levar a uma luta mais intensa", analisou o presidente do Bellator.

Patrício 'Pitbull', de 33 anos, é um nome histórico do Bellator e também é considerado por parte dos fãs e da imprensa especializada um dos lutadores mais temidos fora do UFC. O brasileiro atua pela organização desde 2010 e é dono do cinturão do peso-pena e do peso-leve. Os maiores triunfos do número um da companhia foram diante de Daniel Straus (três vezes), Juan Archuleta, Michael Chandler e Pat Curran.

AJ McKee, de 26 anos, é filho do veterano Antonio McKee, ex-lutador de MMA, e, mesmo com a pouca idade, já é um dos símbolos do Bellator. O atleta iniciou sua carreira em 2015, disputou 17 lutas e venceu todas, sendo seis por nocaute e outras seis por finalização. A curiosidade é que todos os combates do americano foram realizados pela organização de Scott Coker.

Esporte