PUBLICIDADE
Topo

Esporte

AJ McKee rebate acusação de Patrício 'Pitbull': "Provou do próprio remédio"

Ag. Fight

Ag. Fight

30/07/2021 14h06

Promessa do MMA, AJ McKee tem o maior teste de sua carreira no Bellator 263. Neste sábado (31), em evento que acontece na Califórnia (EUA), o americano, invicto no esporte, vai lutar contra Patrício 'Pitbull' Freire na final do GP do peso-pena (66 kg) da organização e o encontro entre os rivais ganha cada vez mais destaque. Além do show reunir dois astros da companhia, o clima hostil entre os rivais amplia o 'hype' para o aguardado embate.

Inclusive, a animosidade entre Patrício e McKee ficou ainda mais evidente na coletiva de imprensa pré-Bellator 263, realizada na última quinta-feira (29). Nela, os lutadores trocaram provocações, se estranharam e discutiram. Em entrevista ao site 'MMA Junkie', 'Mercenary' justificou seu comportamento.

De acordo com o atleta, foi o campeão do peso-pena e do peso-leve (70 kg) da companhia quem começou os ataques envolvendo seu pai, Antonio McKee. Imediatamente, o americano respondeu ao cravar que Patrício, seu desafeto, iria perder na frente de sua família. Como o brasileiro reagiu de forma explosiva, 'Mercenary' comemorou tal fato e apontou que já sai em vantagem para a final do torneio, pois venceu a guerra mental.

"Eu o irritei. Ele falou sobre como está sendo desrespeitado. No final, eu sei em meu coração que não tenho sido nada além de respeitoso. Para ele fazer o que fez, falar do meu pai e dizer que vai me dar uma surra na frente do meu pai, dei a ele um gostinho de seu próprio remédio. Definitivamente, estou dentro de sua cabeça desde o primeiro dia. Para mim, isso apenas mostra a arte da guerra. A guerra mental é a guerra número um. Eu li esse livro de frente para trás e destaquei várias coisas nele. Só tenho que lutar e fazer o que faço de melhor. Darei um show e farei com que ele lute. Sinto que ele vai lutar agora", declarou o americano.

AJ McKee, de 26 anos, é filho do veterano Antonio McKee, ex-lutador de MMA, e, mesmo com a pouca idade, já é um dos símbolos do Bellator. O atleta iniciou sua carreira em 2015, disputou 17 lutas e venceu todas, sendo seis por nocaute e outras seis por finalização. A curiosidade é que todos os combates do americano foram realizados pela organização de Scott Coker.

Patrício 'Pitbull', de 33 anos, é um nome histórico do Bellator e também é considerado por parte dos fãs e da imprensa especializada um dos lutadores mais temidos fora do UFC. O brasileiro atua pela organização desde 2010 e é dono do cinturão do peso-pena e do peso-leve. Os maiores triunfos do número um da companhia foram diante de Daniel Straus (três vezes), Juan Archuleta, Michael Chandler e Pat Curran.

Esporte