PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Patrício 'Pitbull' destaca legado e alerta rival: "Vai pagar pelas m***s que falou"

Ag. Fight

Ag. Fight

28/07/2021 08h00

Com mais de 11 anos de Bellator, Patrício 'Pitbull' vai ser colocado novamente à prova. Neste sábado (31), o brasileiro enfrenta AJ McKee, apontado como a grande promessa da organização, na final do GP do peso-pena (66 kg), na luta principal da edição número 263 do show, que acontece em Los Angeles (EUA). Além do título, o combate também envolve outras questões entre os lutadores que o brasileiro prometeu colocar um ponto final.

Assim que os dois começaram a caminhada no torneio, já existia a expectativa dos atletas se encontrarem na decisão. Por isso, o americano, de apenas 26 anos, usou o 'trash talk' para desferir provocações ao potiguar. Ciente disso, Patrício, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, contou que, mesmo com essa rivalidade mais aflorada, não vai se deixar afetar pela animosidade entre eles e adiantou seu foco no confronto, sem deixar de retribuir as alfinetadas ao rival, que ainda é invicto no MMA após 17 lutas.

"Há muita coisa em jogo, mas não levo fatores externos comigo. Eu vou lá para bater nele e fazer ele pagar pelas m*****s que falou durante os anos. Ele é um lutador muito perigoso e promissor, eles (Bellator) têm muita expectativa sobre ele, mas não é o adversário mais perigoso da minha carreira. Eu vou impor essa (primeira) derrota a ele. Minha motivação é pelo meu legado, mais uma conquista de GP, sacramentar mais uma vez que sou o número um do mundo. Tirar o zero dele é só uma consequência disso", disse o brasileiro de 34 anos, antes de adiantar como pretende terminar a luta.

"Ele dá brechas, mas também surpreende, porque ataca de formas aleatórias. Mas até boa parte desses golpes aleatórios, tem um padrão, um momento que ele decide usar. Confio nos estudos e preparações que fizemos, e vou pegar o pescoço dele no segundo round", completou o também campeão do peso-leve (70 kg) da liga.

Assim que 'Pitbull' e McKee confirmaram o favoritismo e se colocaram na final do GP, Scott Coker, presidente do Bellator, não escondeu a ansiedade para o embate. O mandatário, inclusive, classificou o duelo como o mais aguardado da história da organização. Questionado se concorda com o sentimento do dirigente, corroborou com as palavras do patrão e comparou esta luta a uma história de cinema.

"Faz sentido. Eu tenho todos os recordes importantes do evento e estou aqui há mais de dez anos. Ele começou a carreira aqui e venceu 17 lutas. Passamos por todas as etapas de um GP e estamos nos encontrando na final. Parece uma história de filme. Mas o final desse filme é o que o antigo campeão mais uma vez cala as dúvidas sobre ele e o jovem arrogante sai com uma dose de humildade", provocou o o potiguar.

Patrício 'Pitbull' é um nome histórico do Bellator e também é considerado por parte dos fãs e da imprensa especializada um dos lutadores mais temidos fora do UFC. O brasileiro atua pela organização desde 2010 e é o atual dono do cinturão do peso-pena e do peso-leve. Os maiores triunfos do número um da organização no MMA foram diante de Daniel Straus (três vezes), Michael Chandler, Juan Archuleta e Pat Curran.

Esporte