PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Raulian Paiva celebra vitória em estreia no peso-galo: "Minha moral no UFC vai subir"

Ag. Fight

Ag. Fight

25/07/2021 13h04

Depois de apresentar sérios problemas com o desgastante corte de peso para competir na divisão dos moscas (57 kg), chegando a ser hospitalizado e cancelar de última hora um combate em maio deste ano, Raulian Paiva subiu para o peso-galo (61 kg) e estreou com o pé direito na nova categoria no último sábado (24). Diante do americano Kyler Phillips, até então invicto no octógono do Ultimate, o brasileiro mostrou resiliência para superar um primeiro round onde foi dominado pelo adversário e virou o jogo nas etapas seguintes, para sair vitorioso na decisão majoritária dos juízes.

Além da boa apresentação, superando um perigoso rival, que ocupa atualmente a 14ª posição no ranking dos galos, o fato do confronto ter sido disputado na co-luta principal do UFC Vegas 32 dá ao brasileiro uma visibilidade maior do que já havia conquistado até então em suas apresentações na divisão dos moscas. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight (veja acima ou clique aqui), Raulian comemorou o bom começo de trajetória na nova categoria - na qual já competia antes de se juntar ao plantel do Ultimate - e destacou a possibilidade de ascender de status dentro da organização depois desta vitória.

"Eu peguei a luta com quatro semanas. Essa categoria é a minha. Eu me sinto muito bem, muito mais saudável, muito mais disposto. Me sinto com mais pressão (nos golpes). Mesmo sabendo que eu pegaria um cara difícil, um cara que estava invicto no UFC, ranqueado, isso me motivou mais ainda. Eu não fiquei com medo, com receio de nada. E, com certeza, eu acho que agora a minha moral vai crescer um pouco. Eu mostrei para os fãs que eu sou um bom atleta para 61 (kg). Mas eu sou consciente, sempre penso em evoluir. Eu quero treinar mais e evoluir mais, para lutar sempre com os melhores", declarou Raulian.

Oriundo da versão brasileira do programa 'Contender Series', Raulian Paiva chegou à sua terceira vitória consecutiva no UFC, a primeira como atleta do peso-galo. Além dos três triunfos, o brasileiro possui duas derrotas no octógono mais famoso do mundo, ambas sofridas em suas primeiras apresentações pela entidade. Com a vitória em sua estreia na nova categoria, o amapaense - que ocupava a 12ª posição no ranking peso-mosca - deve se juntar ao top 15 da divisão até 61 kg do Ultimate.

Esporte