PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Demian Maia perde em luta monótona e pode dar adeus ao MMA

Demian Maia (esq) durante luta contra Belal Muhammad (dir) durante UFC 263 -  Louis Grasse/PxImages/Icon Sportswire via Getty Images
Demian Maia (esq) durante luta contra Belal Muhammad (dir) durante UFC 263 Imagem: Louis Grasse/PxImages/Icon Sportswire via Getty Images

Diego Ribas, em Phoenix (EUA)

Ag. Fight

13/06/2021 00h03

Aos 43 anos, sendo praticamente 14 deles dedicados ao UFC, Demian Maia pode ter feito hoje sua última luta profissional de MMA. Diante de Belal Muhammad, o meio-médio (77 kg) fez sua 33ª apresentação no evento e, após três rounds marcados pela baixa contundência dos ataques desferidos por ambos, acabou superado na decisão dos jurados laterais.

O duelo não agradou a plateia presente no ginásio Gila River Arena, que recebeu o card do UFC 263, em Phoenix (EUA). Com algumas vaias preenchendo todos os assaltos, o público demonstrou preferência pelo apoio a Muhammad, dono dos melhores golpes em pé.

Com o resultado, Demian, que fez a última apresentação do seu atual contrato com o show, deve se despedir da organização, uma vez que seu empresário Eduardo Alonso revelou em conversa com a reportagem da Ag. Fight que sua continuidade na organização só seria discutida após o confronto - e que os promotores não tinham demonstrado interesse na renovação até então.

Esta foi a segunda derrota seguida do brasileiro, que acumula um cartel com 28 triunfos e 11 revezes como profissional das artes marciais mistas.

Especialista em jiu-jitsu e campeão do ADCC (evento de submission), Demian coleciona marcas e números impressionantes na organização presidida por Dana White. Ao todo, são 11 finalizações e 22 vitórias no cage, segunda posição em ambos recordes históricos no show - ele fica atrás apenas de Charles 'Do Bronx' e Donald Cerrone, respectivamente.

A luta

O primeiro assalto foi marcado por pouca contundência nos golpes desferidos pelos atletas e pela disputa do domínio das ações. Enquanto Belal buscava conectar golpes singulares em pé, o brasileiro investiu em algumas tentativas de queda - apenas uma foi bem-sucedida. Ao final dos cinco minutos, a maior iniciativa de Demian pesou a seu favor. Demian 10 x 9 Belal.

Com a queda da explosão em seus movimentos, o veterano brasileiro passou a ter mais dificuldades em conectar o single leg que buscava desde o início do confronto. Por sua vez, Belal se mostrou mais desenvolto na luta em pé e, apesar da cautela em suas combinações, conectou mais socos e dominou o centro do cage. Demian 19 x 19 Belal.

Na última etapa, Demian teve ainda mais dificuldades para se aproximar do oponente. Sem conseguir colocar Muhammad contra a grade, o brasileiro passou praticamente todos os cinco minutos se defendendo dos ataques em pé do adversário, que golpeou de forma cautelosa com a certeza de que havia feito o suficiente para vencer a disputa. Demian 28 x 29 Belal.

Acompanhe os resultados do UFC 263:

Israel Adesanya venceu Marvin Vettori por decisão unânime;
Moreno finalizou Deiveson Figueiredo no 3º round;
Leon Edwards venceu Nate Diaz por decisão unânime;
Belal Muhammad venceu Demian Maia por decisão unânime;
Paul Craig finalizou Jamahal Hill no 1º round;
Brad Riddell venceu Drew Dober por decisão unânime;
Eryk Anders venceu Darren Stewart por decisão unânime;
Lauren Murphy venceu Joanne Calderwood por decisão dividida.
Movsar Evloev venceu Hakeem Dawodu por decisão unânime;
Pannie Kianzad venceu Alexis Davis por decisão unânime;
Terrance McKinney nocauteou Matt Frevola no 1º round;
Steven Peterson venceu Chase Hooper por decisão unânime;
Fares Ziam venceu Luigi Vendramini por decisão majoritária;
Carlos 'Boi' venceu Jake Collier por decisão dividida.

MMA