PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Presidente do Bellator discorda de Anthony Johnson e elogia estreia

Anthony Johnson estreou com vitória no Bellator - Steve Marcus/Getty Images
Anthony Johnson estreou com vitória no Bellator Imagem: Steve Marcus/Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

09/05/2021 09h00

A estreia de Anthony Johnson no Bellator estava cercada de expectativa. O ex-UFC voltava ao MMA após quatro anos de ausência, por decidir se aposentar da modalidade. Por isso, na última sexta-feira (7), o combate do americano contra 'Gugu' Azevedo era uma das grandes atenções na edição 258 do show. Embora o 'Rumble' tenha vencido o brasileiro por nocaute, ele não aprovou sua performance. Porém, foi logo defendido.

Em coletiva de imprensa após o show, Scott Coker, presidente da organização, recordou os anos parado de Johnson para elogiar a sua atuação contra 'Gugu'. Além disso, o mandatário relembrou que o americano teve uma mudança de adversário de última hora que atrapalhou sua preparação, já que inicialmente enfrentaria Yoel Romero, mas este não passou em exames médicos e acabou substituído pelo brasileiro.

"Ele estava fora há quatro anos. Comentei com alguém que fiz um torneio em 2011 (no Strikeforce) e tinha um substituto, um garoto chamado Daniel Cormier, e ele começou a bater em todo mundo. José era esse cara, é aquele cara muito perigoso e estava em uma sequência de cinco vitórias. É injusto julgar o Johnson com base nessa luta porque ele estava treinando para Romero e agora você joga um oponente completamente diferente lá dentro. (...) Ele venceu de forma tremenda", disse, emendando.

"Acho que foi um dos melhores nocautes que vimos aqui nos últimos tempos. Agora ele avança para enfrentar o Nemkov. Vai haver muita ação para ele pela frente e não acho que ele deva ficar desapontado. Acho que os lutadores às vezes são seus piores críticos e acho que quando ele assistir a luta, vai perceber que foi pego. Acontece", completou.

No MMA profissional desde 2006, Anthony Johnson, de 36 anos, disputou 29 combates em sua carreira, venceu 23, sendo 17 por nocaute, e perdeu seis vezes. Pelo UFC, sua antiga casa, 'Rumble', como o atleta é conhecido, lutou duas vezes pelo cinturão do peso-meio-pesado e perdeu ambas para Daniel Cormier e por finalização.

MMA