PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Marina Rodriguez projeta luta contra Namajunas em caso de vitória no UFC Vegas 26

Ag. Fight

Ag. Fight

08/05/2021 07h00

O UFC Vegas 26, evento que acontece neste sábado (8), em Las Vegas (EUA), pode consolidar Marina Rodriguez no topo do peso-palha (52 kg). É bem verdade que o encontro entre a brasileira e Michelle Waterson será válido pelo peso-mosca (57 kg), devido a urgência do combate, porém a dupla mira crescer em sua categoria original. Empolgada por protagonizar um show da companhia pela primeira vez em sua carreira, a gaúcha tratou de projetar seu futuro no Ultimate.

Em entrevista ao site oficial do UFC, Marina explicou o motivo da luta contra Waterson acontecer pelo peso-mosca e informou que o confronto é a oportunidade ideal para impressionar a organização e os fãs do esporte. Conhecida pelo bom nível na trocação, a brasileira vem embalada por conquistar sua primeira vitória por nocaute na empresa e, dessa forma, adiantou que sua intenção no octógono é repetir o feito diante de Amanda Ribas, em janeiro, em Abu Dhabi (EAU).

Caso vença Waterson, Marina, número seis no ranking do peso-palha, revelou um planejamento ousado para seu futuro na categoria. A brasileira garantiu que vai atrás de grandes lutas e não descarta a possibilidade de se tornar a primeira desafiante de Rose Namajuas, recém-coroada como campeã da divisão. Caso o UFC tenha outros planos para sua carreira, a gaúcha já mira duelos contra Joanna Jedrzejczyk, Yan Xiaonan ou Zhang Weili.

"A principal hesitação nessa luta foi o peso. Nos palhas, aceitar a luta em pouco tempo e cortar peso prejudicaria seriamente a minha capacidade. Quando a opção de lutar nos moscas se apresentou, aceitei. O maior desafio é manter minha mente tranquila e mostrar que posso atuar em alto nível mesmo em curto prazo. Tenho uma ótima oportunidade para me testar e mostrar o que posso fazer. Sempre me preparo como se eu fosse enfrentar a melhor lutadora da categoria", analisou Marina, antes de completar.

"O jogo de Waterson é conhecido, mas me preparei para o inesperado. Sempre terei uma resposta para qualquer coisa que tiver que lidar. Estou muito confiante de que vou encontrar o momento certo para nocautear. Depois de vencer essa luta, acredito que estarei muito perto de uma chance pelo cinturão. Posso ter que vencer alguém do top-3, mas depende de quem será a próxima desafiante. Se ninguém estiver disposta a lutar contra Rose, eu estou", concluiu.

Marina Rodriguez, de 33 anos, assinou com o UFC após ser revelada na edição brasileira do reality 'Dana White Contender Series', realizada em 2018. Pela organização, a brasileira disputou seis lutas, venceu três, empatou duas e perdeu uma vez. No MMA, os triunfos mais importantes da atleta foram diante de Amanda Ribas e Tecia Torres.

Esporte