PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Fabrício Werdum é nocauteado em luta polêmica no PFL; entenda e assista

Werdum, que está por baixo, parou de lutar após receber sinal de desistência de Renan - Reprodução/Instagram
Werdum, que está por baixo, parou de lutar após receber sinal de desistência de Renan Imagem: Reprodução/Instagram

Ag. Fight

Ag. Fight

06/05/2021 23h47

Aos 43 anos, Fabrício Werdum estreou no PFL ontem, em duelo válido pela primeira fase do torneio dos pesos-pesados da organização. E diante do também brasileiro Renan 'Problema', o ex-campeão do UFC foi nocauteado logo no primeiro assalto - mas não sem uma grande dose de polêmica.

Depois de botar para baixo nos segundos iniciais do confronto e chegar à meia-guarda do rival, Werdum caiu por baixo com um triângulo encaixado. A partir daí, ao insistir na posição, o gaúcho recebeu diversos golpes de Renan e acabou nocauteado (assista abaixo).

No entanto, durante a exibição do replay é possível ver o momento em que, logo antes de desferir os últimos golpes, Renan teria movido a mão direita em gesto parecido com o de dois 'tapas' - sinal utilizado por atletas para desistir da luta quando finalizados.

Apesar disso, a decisão anunciada foi a vitória de Renan por nocaute, que agora avança para a segunda fase com seis pontos anotados na tabela. Por sua vez, Werdum tem zero e agora precisa pontuar nas próximas aparições para conseguir se classificar para o playoff.

O derrotado ficou completamente revoltado com o fato e pediu, durante sua entrevista pós-luta, o replay do momento. Ele ressaltou que parou de lutar assim que recebeu os tapas.

"Eu tenho que respeitar meu oponente, tenho que parar. Poderia quebrar o braço dele. Quando ele bateu, automaticamente eu parei a luta, mas ele continuou socando a minha cabeça", disse ele, antes de ver o vídeo.

Assista ao momento (a partir de 34 segundos):

Esquadrão brasileiro em ação

Além de Werdum e Renan, outros três representantes do país estiveram em ação no octógono.

Entre os pesos-pesados, Bruno Capellozza nocauteou o croata Ante Delija no primeiro round e também garantiu seis pontos na tabela. A mesma marca foi atingida pela peso-leve (70 kg) Larissa Pacheco, que nocauteou a croata Julija Pajic no assalto inicial.

Já Mariana Morais não teve a mesma sorte. Diante da bicampeã olímpica de judô e atleta invicta de MMA Kayla Harrison, a atleta da PRVT foi facilmente dominada em pouco mais de um minuto, sucumbindo com socos da montada.

MMA