PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Mutante celebra estreia perfeita no PFL com vitória 'estilo Vitor Belfort'

Cezar Mutante, lutador da PFL - Reprodução/Instagram
Cezar Mutante, lutador da PFL Imagem: Reprodução/Instagram

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

04/05/2021 06h30

Cezar 'Mutante' estreiou com o pé direito no PFL. Na última quinta-feira (29), o brasileiro nocauteou o americano Nick Roehrick em menos de um minuto e já saiu em vantagem no torneio dos meio-pesados (93 kg) da organização. O triunfo do ex-UFC lhe rendeu seis pontos e, com isso, ele lidera a corrida para chegar nos playoffs da competição em busca do título - além do prêmio de um milhão de dólares (cerca de R$ 5,4 milhões) destinado ao campeão.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, 'Mutante' celebrou a forma como começou com a sua história na franquia e reforçou a confiança de que pode conquistar o GP. O mineiro não lutava desde julho de 2019, ainda pelo Ultimate. A estreia do lutador no PFL demorou devido à pandemia de COVID-19, que obrigou o show a cancelar toda a temporada de 2020.

"Foi a melhor estreia possível, deu tudo certo e ganhei rápido. Em virtude do torneio, já tenho nova luta no dia 17 de junho e, pelo fato de ter vencido rápido, sem me machucar, já posso voltar a treinar logo. Foi muito bom e estou satisfeito com a estreia. Eu já estava bem confiante nesse torneio, vejo chances claras de ser campeão e depois de uma vitória dessa aumentou mais ainda. Agora sou o número, com seis pontos", afirmou.

A maneira como 'Mutante' conseguiu a vitória também chamou a atenção da comunidade do MMA. O lutador precisou de apenas 37 segundos para colocar fim ao combate, após desferir uma sequência impressionante de socos e levar seu oponente ao chão. Ao comentar este momento, o mineiro relembrou Vitor Belfort, seu amigo, ex-parceiro de treino e antigo treinador quando ele esteve na casa do TUF Brasil 1.

"A vitória foi estilo Vitor Belfort (risos). Mas não foi nada planejado, vi a oportunidade e conectei bons golpes. Converso com o Vitor quase todo dia, é um irmão que fiz nessa caminhada. Costumo falar que nossa história vai além do treino, construímos um vínculo familiar. Tenho gratidão eterna ao mestre que me ensinou tudo desde o começo, me pegou pelas mãos e me ensinou a dar os primeiros passos nesse esporte", disse.

O triunfo de Cezar também coloca fim a um jejum de triunfos que o acompanhava há quase três anos. O atleta não vencia um combate desde maio de 2018, quando ainda defendia a bandeira do Ultimate e lutava no peso-médio (84 kg). Por ter voltado a triunfar de uma maneira acachapante, 'Mutante' confirmou a tese que já tinha em mente. De acordo com o lutador, ele vai poder atuar em alto rendimento na categoria até 93 kg.

"O foco era justamente esse subindo de categoria. Usar a minha velocidade, potência nos golpes e acho que esse é o caminho. Subir para o meio-pesado era algo que já tinha que ter feito antes, mas tudo vem na hora certa. Aquele corte de peso era estressante. Você faz o camp inteiro, na semana da luta que tem que estar descansado, se alimentando bem, hidratado, a gente fazia o oposto. Por isso a performance caia", explicou.

Cezar 'Mutante' ganhou visibilidade mundial ao ser campeão da primeira edição do TUF Brasil, quando derrotou 'Serginho' Moraes por pontos na decisão, em 2012. O brasileiro atuou pelo UFC desde então, mas recentemente não atravessava um bom momento, vindo de duas derrotas consecutivas em suas últimas atuações na organização. No MMA profissional desde 2007, o lutador soma 14 vitórias e oito reveses em seu cartel.

MMA