PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'De volta', Joanna Jedrzejczyk mira encarar vencedora de Zhang vs Namajunas

Ag. Fight

Ag. Fight

21/04/2021 06h00

Sem lutar desde março do ano passado, Joanna Jedrzejczyk parece finalmente estar preparada para voltar a competir, e já tem um alvo claro para o seu retorno. A ex-campeã peso-palha (52 kg) do UFC, que optou por não se apresentar após o início da pandemia de COVID-19, já deixou claro para a organização que mira uma nova disputa de título em seu próximo compromisso no octógono mais famoso do mundo.

Em entrevista ao site 'MMA Fighting', Joanna revelou que entrou em contato com Mick Maynard, matchmaker do UFC, para comunicar sua volta. Entretanto, assim como já havia declarado anteriormente, a polonesa reiterou que só possui interesse em lutar novamente pelo cinturão que um dia lhe pertenceu e, portanto, segue atenta o desenrolar da disputa que acontecerá no próximo sábado (24), entre a atual campeã Zhang Weili e a desafiante Rose Namajunas, pelo co-main event da edição 261, na Flórida (EUA).

Vale lembrar que as duas atletas envolvidas na peleja do UFC 261 já venceram Jedrzejczyk no passado. A chinesa foi a última adversária da lutadora europeia, em duelo que ficou marcado pela intensa batalha travada durante cinco rounds e que terminou com vitória da asiática por pontos. Já Namajunas foi a responsável por encerrar o reinado de Joanna na divisão dos palhas, em novembro de 2017, saindo vencedora também na revanche promovida poucos meses depois.

"Eu liguei para Mick (Maynard) alguns dias atrás e eu disse a ele: 'Quer saber? A v*** mais malvada do planeta está de volta. Então, marque a luta, assista essa luta e diga a todo mundo que eu sou a próxima'. (...) Eu sei que tem muitas pessoas que dizem: 'Você perdeu, tem que se provar novamente'. Eu me provei na minha última luta, dando um show do c***. Fazendo a luta mais equilibrada de todos os tempos. Luta do ano, sem gênero, sem peso. É o ingresso pra a próxima luta de título. Eu não quero lutar por nada mais", declarou Joanna, antes de continuar.

"Se eu lutar, eu vou lutar por grandes troféus e eu não tenho que provar isso para ninguém. Eu quero pegar a vencedora dessa luta. Eu não vou parar. Se eu estivesse perdendo lutas por nocaute ou se eu estivesse perdendo as lutas por pontos e a diferença fosse grande, mas não é. Eu sempre dou um show e as lutas são muito próximas, então eu quero continuar", finalizou.

Com carreira de sucesso no muay thai e no kickboxing, Joanna Jedrzejczyk iniciou sua trajetória no MMA profissional em 2012 e acumula 16 vitórias e quatro derrotas em cartel na modalidade até o momento. Depois de se destacar em eventos menores, a polonesa chegou ao UFC em 2014 e, pouco menos de um ano depois, conquistou o cinturão peso-palha da organização, o qual manteve sob sua posse até ser derrotada por Rose Namajunas em 2017.

Esporte