PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Miesha destaca seu valor em volta ao UFC: "Segunda mulher mais caçada na divisão"

Ag. Fight

Ag. Fight

16/04/2021 10h38

Em março deste ano, o mundo do MMA foi pego de surpresa com o retorno de Miesha Tate à modalidade. A ex-campeã do peso-galo (61 kg) do Ultimate, deixou sua aposentadoria de lado e voltou à franquia para encarar Marion Reneau, no dia 17 de julho, em evento que vai acontecer em Las Vegas (EUA).

Empolgada com o retorno, a americana foi questionada sobre a sua importância na categoria. Em entrevista ao programa 'MMA on Sirius XM', Miesha adiantou que acredita que vai chamar a atenção das demais competidoras do peso-galo e terá um alvo em suas costas, ficando somente atrás de Amanda Nunes, atual campeã da divisão.

"Serei a segunda mulher mais caçada na divisão. Eu me sinto assim, com certeza. A campeã será a número um, mas parece que as mulheres estão sempre interessadas em lutar contra mim", explicou.

A última vez que Miesha se apresentou dentro do octógono aconteceu em novembro de 2016. Por isso, a atleta afirmou que o período de cinco anos de inatividade mudou seu pensamento e reforçou sua ideia ao citar um possível novo duelo contra Ronda Rousey, sua antiga rival.

"Não tenho dúvidas de que seria diferente. Eu sou tão diferente também. Não sei como explicar, só quero que vocês vejam no dia 17 de julho. Algumas coisas que eu não percebi antes como lutadora, eu sinto que finalmente estou entendendo nesta fase da minha vida. Eu não sei, talvez seja maturidade, observar esse esporte, sem a pressão de competir o tempo todo, me permitiu olhar para isso de uma forma mais cerebral", destacou 'Cupcake'.

Miesha Tate se aposentou do esporte em 2016 e foi trabalhar na direção do ONE Championship, liga asiática de MMA. A americana iniciou sua trajetória na modalidade em 2007, foi campeã do Strikeforce, do UFC e, em sua carreira, conquistou 18 triunfos e perdeu sete vezes. Além disso, 'Cupcake' também ficou conhecida por sua rivalidade com Ronda Rousey

Esporte