PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Brasileiro treinador de jiu-jitsu tem processo de estupro arquivado nos EUA

Holly Holm, Michelle Waterson e Rafael de Freitas, o "Baratinha" - Reprodução/Instagram
Holly Holm, Michelle Waterson e Rafael de Freitas, o 'Baratinha' Imagem: Reprodução/Instagram

Ag. Fight

Ag. Fight

12/04/2021 17h23

Na ultima sexta-feira (10), o treinador de jiu-jitsu Rafael 'Baratinha' Freitas, que tem em seu currículo alunos como Holly Holm e Michelle Waterson, recebeu uma importante notícia. Os promotores retiraram as acusações de estupro que uma aluna fez contra ele em dezembro de 2020, em Albuqueque (EUA). A informação foi divulgada em primeira mão pelo site 'ABQjournal.com'.

De acordo com os registros do tribunal, uma investigação adicional informou que não existe base factual suficiente para incriminar Rafael. O episódio ganhou destaque ao final de 2020, quando uma aluna acusou o brasileiro de drogá-la e estuprá-la durante uma sessão de treinamento particular em sua casa, realizada no dia 7 de novembro. O faixa-preta de jiu-jitsu foi preso no dia 4 de dezembro.

O advogado do brasileiro alegou que o encontro entre o treinador de jiu-jitsu e a aluna foi consensual, e que a gravação de uma câmera de vigilância, disponibilizada pela vítima para a polícia, não comprovou a autoria dos crimes pelos quais o Rafael foi acusado. Dessa forma, foi feito o pedido para que Rafael pudesse responder ao processo em liberdade, baseado em sua ficha criminal limpa (constam em seu histórico duas multas por violação de leis de trânsito, em 2008 e 2012) e no fato dele residir em Albuquerque - minimizazndo as chances de uma hipotética fuga.

Ainda em dezembro, o apelo foi atendido pelo juíz Charles Brown que declarou que a ausência de antecedentes criminais do brasileiro, assim como a falta de risco à segurança da comunidade, lhe garantiram o direito previsto na lei. Após ser solto e responder a acusação em liberdade, agora Rafael 'Baratinha' Freitas teve o processo e as acusações arquivados.

O brasileiro, de 37 anos, atua como professor de jiu-jitsu nos Estados Unidos e exerce papel importante na academia Gracie Barra do Novo México. Antes, o profissional integrou a renomada equope 'Jackson Wink MMA Academy', onde trabalhou com algun grandes nomes do UFC.

MMA