PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Jon Jones acredita que vá enfrentar Ngannou: "O UFC fará a coisa certa"

Jon Jones, durante o UFC 247 - RONALD MARTINEZ/AFP
Jon Jones, durante o UFC 247 Imagem: RONALD MARTINEZ/AFP

Ag. Fight

Ag. Fight

09/04/2021 10h35

A novela sobre a estreia de Jon Jones no peso-pesado parece estar longe do fim, mas se depender da torcida do lutador, ela vai ter um desfecho positivo para todos os lados. Embora indique que não vai mudar de ideia em baixar sua pedida salarial para enfrentar Francis Ngannou, pela disputa do cinturão da divisão, o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) mostrou confiança de que vai conseguir fazer sua mudança de divisão com sucesso.

Em entrevista ao site 'Fight Hype', Jon Jones destacou a importância e o tamanho que a possível luta entre ele e Ngannou teria para a comunidade do MMA. Por isso, o atleta adiantou ter a certeza de que, no fim das contas, a liga vai tomar a atitude correta.

"Acho que vai acontecer e o UFC eventualmente fará a coisa certa. Acho que essa é uma das maiores lutas da nossa geração e seria muito triste se não acontecesse. Seria uma verdadeira tragédia (se não acontecesse). Isso vai acontecer. (...) Só temos que ficar focados, treinar e ver o que o UFC vai fazer da parte deles", afirmou 'Bones'.

Embora tenha a fé que o Ultimate vai concluir esse negócio para seu combate diante de Ngannou, Jon Jones informou que não tem pressa para sua estreia nos pesados. De acordo com o americano, a intenção é debutar na categoria da melhor maneira possível, sem se importar com o adversário. Nos últimos dias, a imprensa especializada especulou que o camaronês poderia encarar Derrick Lewis em sua primeira defesa de cinturão.

"Não existe um plano alternativo. Se vou lutar com Francis pelo título, se vou lutar com Derrick Lewis pelo título, se sou a terceira, quarta defesa de título de Francis, isso realmente não importa para mim. Meu objetivo é ser campeão dos pesos-pesados e o adversário não importa. O mês não importa. Estou apenas me preparando e acreditando que o bem vai prevalecer", completou o americano de 33 anos.

Ex-campeão dos meio-pesados do UFC, Jon Jones vagou o cinturão da categoria em 2020 e anunciou que mudaria de divisão. Desde então, o atleta trabalha para aumentar sua massa muscular e adequar sua performance à de um peso-pesado. Ao mesmo tempo, 'Bones' deixou claro que seu esforço só valeria mediante uma compensação financeira - justamente o ponto central de toda a polêmica.

MMA