PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Treinador destaca 'fome' de Amanda Nunes para primeira luta após nascimento da filha

Ag. Fight

Ag. Fight

03/03/2021 06h00

Neste sábado (6), Amanda Nunes volta a pisar no octógono mais famoso do mundo. Após quase um ano afastada das competições, a brasileira vai para a sua segunda defesa de cinturão do peso-pena (66 kg) do UFC, quando mede forças diante de Megan Anderson, em evento que será realizado em Las Vegas (EUA). Além da importância natural da disputa, o confronto marca a primeira apresentação da baiana após o nascimento de sua filha Raegan Ann Nunes.

Figura conhecida nos camps e no corner de Amanda para seus duelos no UFC, o treinador Anderson França exaltou a motivação da lutadora para conseguir seu primeiro triunfo como mãe. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, o treinador de muay thai da baiana na 'American Top Team' destacou que, mesmo após o nascimento da filha, a atleta não deixou de se dedicar na academia e disse que espera uma grande atuação.

"Amanda tem a mentalidade de campeã. Ela se supera todos os dias e vem em evolução constante. Vejo ela muito feliz e motivada. A filhona trouxe mais fome para a 'Leoa'. Ela se conhece bem e se sente confortável em todas as áreas da luta. Um dos pontos altos da Amanda é que ela é muito inteligente e, com certeza, fará uma grande luta. A Amanda está pronta para defender seu cinturão e seguir fazendo história", afirmou o técnico.

Após 'limpar' a divisão peso-galo (61 kg), onde também é campeã no Ultimate, Amanda Nunes foca suas atenções em repetir esse feito no peso-pena e agora vai ter literalmente o maior desafio pela frente. Megan Anderson tem 1,83m de altura e possui a trocação como principal arma. Por isso, o treinador adiantou que a brasileira vai ter cautela aos perigos da rival, mas recordou que ela já superou oponentes mais gabaritadas na parte em pé e citou um ponto chave que pode "facilitar" o caminho para o triunfo da pupila.

"Toda luta tem uma história, então precisamos entrar ligados e focados o tempo inteiro para não cometer erros. São atletas de alto nível. Megan Anderson uma oponente perigosa sim, principalmente na parte em pé, mas a Amanda já enfrentou grandes strikers em sua carreira vitoriosa como a Cris 'Cyborg', Germaine (De Randamie), Holly Holm e Valentina (Shevchenko)", disse França, antes de completar.

"Então acho que a Amanda luta em qualquer lugar e onde quiser. Ela é perigosa em todas as áreas, mas com certeza teus chutes abrirão brecha para um caminho mais fácil. A Amanda é muito inteligente e seu poder de nocaute é impressionante. Ela irá achar momento certo, mas sem pressa. Ela é muito imprevisível e pode acabar com a luta em qualquer momento, mas aposto que será no segundo round", concluiu o técnico da ATT.

Sem saber o que é perder desde setembro de 2014, quando foi superada por Cat Zingano, Amanda Nunes vem de 11 vitórias consecutivas, sendo oito delas em disputas de título no UFC. Esta será a segunda defesa do cinturão peso-pena da baiana, que em sua mais recente luta, em maio de 2020, superou a canadense Felicia Spencer por decisão unânime dos jurados, para manter a soberania na divisão até 66 kg.

Esporte