PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Ex-campeão do UFC elege seu rival mais duro: "Vomitei depois da luta"

Tyron Woodley encara Robbie Lawler em coletiva de imprensa do UFC - Josh Hedges/Zuffa LLC
Tyron Woodley encara Robbie Lawler em coletiva de imprensa do UFC Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC

Ag. Fight

Ag. Fight

24/02/2021 06h30

Com grande parte da carreira construída no Strikeforce e no UFC, onde foi campeão dos meio-médios (77 kg) entre 2016 e 2019, Tyron Woodley enfrentou alguns dos principais lutadores de sua geração. No entanto, surpreendentemente, o veterano aponta um de seus rivais de menor renome no mundo das lutas como o atleta mais difícil com quem já dividiu o cage.

Questionado sobre o assunto, em entrevista ao canal do Youtube 'Helen Yee Sports', Woodley elegeu Nathan Coy, a quem venceu por decisão dividida dos juízes em 2010, ainda pelo Strikeforce, como o oponente que lhe trouxe as maiores dificuldades na carreira. Ainda que tenha sido derrotado por grandes nomes como Kamaru Usman, Gilbert 'Durinho', Colby Covington, Jake Shields, Nate Marquardt e Rory MacDonalds, o ex-campeão do UFC credita os reveses a suas performances abaixo do esperado, fato que, de acordo com ele, não ocorreu na batalha diante de Nathan Coy.

"O oponente mais duro que eu já enfrentei foi um cara chamado Nathan Coy. Na verdade, ele era meu companheiro de equipe na American Top Team. Os outros caras que eu enfrentei, eu só não tive um bom desempenho, ou eu recuei demais. Or (Nate) Marquardt, eu relaxei por um segundo demais no cage e ele lançou o buffet de cotovelos. Mas (contra) Nathan Coy, eu estava lá (na luta). E eu estava 100%, indo para cima, e ele estava indo para cima. E eu vomitei tanto depois da luta", revelou Woodley, antes de completar.

"Oh meu Deus, foi tão duro. E foi uma luta muito apertada. Eu ganhei por pouco, mas eu estava lutando o mais duro que eu podia e ele estava lutando o mais duro que ele podia. E ele é o único que eu já enfrentei naquele nível que equiparou comigo. Qualquer outro eu lutei 50% ou mais, eu nocauteei ou bati ou quebrei eles. Quando eu fui batido, eu não estava remotamente onde eu deveria estar", finalizou.

Aos 38 anos, Tyron Woodley soma 19 vitórias, seis derrotas e um empate em seu cartel no MMA profissional, onde compete desde 2009. Depois de passar anos como um dos melhores pesos-meio-médios do mundo, o veterano vive sua pior fase da carreira, com três reveses consecutivos e o fantasma de uma possível aposentadoria forçada batendo à porta.

Por sua vez, Nathan Coy, elegido pelo ex-campeão como seu rival mais duro, construiu uma carreira sem grandes destaques. Ativo entre 2007 e 2017, o americano acumulou 15 vitórias e sete derrotas, tendo como maiores conquistas os cinturões meio-médio do SportFight e do MFC, eventos de menor expressão.

Pelo Strikeforce, Bellator e Ultimate, eventos maiores onde o lutador teve passagens, Coy teve seu melhor momento ao alcançar a semifinal do Grand Prix meio-médio da 10ª temporada do Bellator, em 2014, sendo derrotado por Adam McDonough e encerrando sua participação no torneio.

MMA