PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dan Hooker mostra animação para luta e elogia Michael Chandler: "Merece estar no UFC"

Ag. Fight

Ag. Fight

19/01/2021 12h25

O UFC 257, evento que acontece neste sábado (23), na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU), é o primeiro show numerado da organização na temporada 2021 e já é um dos mais aguardados do ano. As lutas envolvendo Conor McGregor e Dustin Poirier e Dan Hooker e Michael Chandler são de extrema importância para o peso-leve (70 kg) da companhia e a atenção de Khabib Nurmagomedov nelas trouxe ainda mais 'hype' para os encontros. Hooker mostrou ter consciência da grandeza da atração, analisou o duelo com o ícone do Bellator e pregou respeito.

Em conversa com a imprensa durante o media day do evento, o neozelandês elogiou a qualidade do adversário e não titubeou ao apontar o atual embate como a maior luta de sua carreira. Hooker surpreendeu ao revelar que nunca assistiu o ex-campeão do Bellator em ação, mas admitiu que, a partir do momento que observou suas batalhas na antiga organização, entendeu toda expectativa em torno de sua presença no UFC. Além disso, 'Hangman', como o atleta é conhecido, reconheceu que é perigoso enfrentar um oponente que ainda não estreou na companhia, mas frisou que o americano mereceu um lugar entre os melhores do esporte.

"Cada luta é maior do que a outra. Essa é a maior luta da minha carreira e estou empolgado. Comecei a olhar a carreira de Chandler, o que fez, conquistou, seu conjunto de habilidades e estou animado. Sinto o hype em torno disso. Nunca assisti as lutas de Chandler, mas sei quem ele é. Depois que o estudei, percebi que o hype e animação em torno dele é real. Quando tenho um adversário, não procuro seus pontos fracos e sim pontos fortes. É um grande risco enfrentar alguém que não está ranqueado no UFC, mas me garanto contra Chandler e estou tão empolgado quanto os fãs. Por tudo que ele fez no Bellator, merece estar aqui. Minha preparação para essa luta foi melhor do que para a última. Esse foi o melhor camp que fiz. Estou animado para competir com Chandler, na melhor forma dele. Essa é a hora perfeita dele chegar ao UFC para testá-lo", declarou Hooker.

Sobre o futuro do peso-leve, Hooker não escondeu seu planejamento. O neozelandês destacou que seu foco é o cinturão e, em caso de sucesso no UFC 257, adiantou que vai desafiar o vencedor da luta principal entre McGregor e Poirier. 'Hangman' informou que o que pode acontecer na categoria serviu de motivação para seu atual combate. Ainda sobre o encontro, o atleta voltou a elogiar Chandler, mas garantiu que vai justificar seu apelido de carrasco.

"Khabib também disse que quer ver algo impressionante no 'main event' e no 'co-main event'. Há muita coisa acontecendo nos leves. Minha meta é o cinturão e quero enfrentar os melhores. Quem vencer a luta principal eu quero enfrentar, porque vão provar que são os melhores. Uma boa vitória vai me colocar a uma luta do cinturão ou em uma disputa. Chandler é wrestler, Khabib é wrestler e tenho que impedir esse jogo. O que vai acontecer depois é uma motivação para vencer Chandler. Não estou subestimando. Ele é um dos melhores leves e estou animado para competir contra ele. Se você assina para me enfrentar, vou atuar como um executor, um carrasco, de forma fria. Não importa se eu gosto ou não de você, se você é legal ou terrível, vou tentar acabar com você.", concluiu.

Dan Hooker, de 30 anos, é considerado por boa parte dos fãs e da imprensa especializada um dos atletas mais empolgantes dentro do octógono. No UFC, o lutador disputou 15 combates, venceu 10, sendo oito por nocaute/finalização, e perdeu outras cinco. Atualmente, o neozelandês se encontra na sexta posição no ranking do peso-leve. Sua última aparição aconteceu em junho, quando foi derrotado por Dustin Poirier em uma verdadeira batalha.

Esporte