PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dórea analisa má fase de Junior 'Cigano' no UFC: 'Problema é o psicológico'

Junior Cigano acerta golpe em Fabrício Werdum, durante luta no UFC 90 - Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images
Junior Cigano acerta golpe em Fabrício Werdum, durante luta no UFC 90 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

17/01/2021 07h00

Com quase 15 anos no MMA profissional, Junior 'Cigano' atravessa um momento inédito em sua carreira, mas de maneira negativa. O ex-campeão peso-pesado do Ultimate acumula quatro derrotas seguidas no octógono e, inclusive, ouviu recentemente duras palavras de Dana White, presidente do UFC, que sugeriu sua saída da liga. Mas qual a explicação para a má fase do brasileiro? Luiz Dórea, treinador do atleta, tem uma resposta.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Dórea, que acompanha a carreira de 'Cigano' desde o início, revelou que o brasileiro está com problemas psicológicos em decorrência da pressão recebida pelos maus resultados. Porém, de acordo com o baiano, a equipe e o próprio lutador já estão tomando providências para amenizar a situação.

"É um momento muito difícil. Ele nunca passou por uma situação dessas, muita pressão. Ele sempre se cobra muito, ele é de família humilde, começou cedo no MMA. Em cinco anos conquistou o título sobre Cain Velásquez e está acostumado a superar as adversidades. Mas o problema é a cabeça, o lado psicológico. Mas ele vai buscar um profissional para poder ajudá-lo nessa situação. Temos que arrumar isso e ele vai dar a volta por cima. Sabemos que nosso maior adversário é a nossa cabeça e ele sabe disso. Ele está rendendo bem na academia, está em uma condição boa, evoluindo e na luta não sabemos o que acontece. Ele já está cuidando disso", explicou o treinador.

Com uma relação de longa data com o lutador, Dórea adiantou que pretende impor mudanças para as próximas apresentações do atleta. Entretanto, o treinador destacou que primeiro é preciso tirar a pressão da cabeça de 'Cigano', agravada pelas seguidas derrotas, para que ele possa render o esperado e dar a volta por cima da carreira.

"A cada luta vai agravando, mas 'Cigano' tem consciência disso. A cada luta que passa piora, a pressão piora. Conheço o 'Cigano' há mais de 15 anos, treinamos juntos desde o início. Vamos ter que fazer mudanças. Ele é profissional, vive para o treino e família e estamos procurando ajustar a maneira para retornar o caminho das vitórias. Ele é um campeão da vida. Temos que arrumar isso e ele vai dar a volta por cima", concluiu.

Aos 36 anos, Júnior 'Cigano' compete no MMA profissional desde 2006 e conta com um cartel de 21 vitórias, sendo 15 por nocaute, e nove derrotas. Pelo UFC, o veterano foi campeão dos pesos-pesados entre novembro de 2011 e dezembro de 2012.

MMA