PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Antônio Arroyo perde a 2ª seguida no octógono; Taila Santos dá show no UFC

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

19/12/2020 20h30

O card preliminar do UFC Vegas 17, evento realizado neste sábado (19), contou com dois brasileiros em ação. E com uma curiosidade em comum, tanto Taila Santos como Antônio Arroyo, que lutariam em eventos semanas atrás, tiveram suas apresentações remarcadas por problemas de saúde de seus antigos rivais. Melhor para a brasileira, que anotou sua segunda vitória seguida na organização.

Por sua vez, o peso-médio (84 kg) brasileiro não rendeu o esperado e foi superado em duelo marcado pela necessidade da vitória - Deron Winn perdeu as duas lutas anteriores, enquanto Antônio Arroyo foi superado por Andre 'Sergipano' em novembro do ano passado.

Melhor em pé, o brasileiro acertou bons chutes mas foi constantemente derrubado ao longo dos três assaltos por um oponente 12 centímetros menor. Wrestler, Winn encurtou a distância sempre que pôde e apostou em clinches, quedas e, principalmente, no seu preparo físico para garantir a vitória na decisão dos jurados.

Com o resultado, o contrato de Arroyo com a organização passa a correr risco, ainda mais pela recente declaração de Dana White, que revelou que cerca de 60 atletas seriam desligados do UFC até o final do ano.

Supremacia

Embalada pela vitória sobre Molly McCann em julho, Taila encarou a perigosa Gillian Robertson e, embora tenha encontrado dificuldades para driblar o afiado jogo de chão da canadense no início, não demorou para demonstrar supremacia no octógono.

Com a defesa de queda em dia, a brasileira caiu por cima em todos os assaltos depois de levar a melhor em pé. Por cima, Taila aproveitou as oportunidades para passar a guarda e golpear da posição lateral, sem se expor. Por sua vez, Robertson apostou tudo que tinha em tentativas de finalização da guarda, sempre defendidas pela pupila de Marcelo 'Bigadeiro'. Vitória tranquila por decisão unânime dos jurados.

Confira os resultados do UFC Vegas 17:

Deron Winn venceu Antônio Arroyo por decisão unânime;
Taila Santos venceu Gillian Robertson por decisão unânime;
Tafon Nchukwi venceu Jamie Pickett por decisão unânime;
Jimmy Flick finalizou Cody Durden no 1º round;
Christos Giagos venceu Carlton Minus por decisão unânime.

MMA