PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Deiveson Figueiredo empata em duelo épico e quebra recorde de Ronda no UFC

Deiveson Figueiredo acerta golpe em Brandon Moreno no UFC 256, em Las Vegas (EUA) - Divulgação/UFC
Deiveson Figueiredo acerta golpe em Brandon Moreno no UFC 256, em Las Vegas (EUA) Imagem: Divulgação/UFC

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

13/12/2020 03h20

Dono do título da divisão peso-mosca (57 kg) do UFC, Deiveson Figueiredo entrou no octógono com a missão de bater o recorde de Ronda Rousey e se tornar o campeão a defender com sucesso seu cinturão duas vezes com o menor intervalo entre as lutas —apenas 21 dias.

E apesar de estabelecer a nova marca, o brasileiro travou disputa épica diante do mexicano Brandon Moreno, que surpreendeu valorizou o empate decretado de forma majoritória.

Melhor nas etapas iniciais, Deiveson cansou e passou a sofrer com os ataques do rival, que buscava se tornar o primeiro mexicano a ser campeão do UFC.

Curiosamente, um golpe ilegal aplicado pelo campeão lhe custou a vitória. Graças ao ponto reduzido, Deiveson perdeu a vantagem nas papeletas e viu o empate majoritário ser declarado. Mesmo assim ele manteve o posto de campeão.

A luta

Deiveson não demorou para dominar o centro do octógono. Caminhando para frente, o brasileiro apostou em ataques singulares e contundentes, confiando na sua força.

Por sua vez, o rival mexicano preferiu cirular a área de combte e investir em jabs e alguns golpes no corpo, pensando em minar o ímpeto do campeão no longo prazo. Melhor para o paraense, que conectou mais. Deiveson 10 x 9 Moreno.

No segundo assalto, o brasileiro impôs sua força no início, mas se viu envolto na estratégia do desafiante, que abusou da velocidade para confundi-lo e até derrubar em duas ocasiões. E essa troca de posições consumiu a energia do brasileiro, que foi superado por vantagem mínima. Deiveson 19 x 19 Moreno.

O terceiro assalto ficou marcado pelo equilíbrio e pelo golpe baixo aplicado pelo brasileiro. Na metade da etapa, um chute baixo deixou Moreno ajoelhado no chão por alguns minutos antes de retornar ao combate, o que resultou em um ponto negativo para o campeão. No entanto, Deiveson levou ligeira vantagem ao dominar o centro do octógono. Deiveson 28 x 28 Moreno.

Mais cansado, o brasileiro passou a sofrer com os cruzados do rival e chegou a balançar no primeiro minuto. Após esse momento, a disputa se tornou ainda mais franca e os dois atletas passaram a apostar no volume de ataques, que o garantiu nova parcial para Moreno, que garantiu a superioridade com duas quedas. Deiveson 37 x 38 Moreno.

Para finalizar o combate épico, o brasileiro recuperou suas energias e, mais focado, acertou ataques certeiros que impediram o avanço do desafiante. No fina, uma queda seguida de rápido ground and pound selou a vantagem necessária na parcial. Deiveson 47 x 47 Moreno.

Acompanhe os resultado do UFC 256:

MMA