PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dana White descarta promover Anderson Silva no boxe: "Lutar é para jovens"

Ag. Fight

Ag. Fight

29/11/2020 12h32

O último sábado (28) foi emocionante para a comunidade das lutas. Além do evento de MMA promovido pelo UFC, também foi o dia em que Mike Tyson e Roy Jones Jr. deram uma pausa em suas respectivas aposentadorias para se enfrentarem. Após exibirem ótimo condicionamento físico, rapidamente surgiram rumores sobre um retorno definitivo das lendas aos ringues de boxe - possibilidade que preocupou Dana White. O presidente do Ultimate fez questão de deixar claro sua posição contrária e ainda destacou que não pretende se envolver na promoção de uma possível luta entre Roy Jones Jr e Anderson Silva, que ganhou força após o pugilista desafiar o brasileiro.

Recentemente, Roy Jones Jr. revelou que planeja enfrentar 'Spider', agora que ele não possui mais vínculos com o UFC e o duelo pode ser viabilizado. Isso se deve porque ambos nutrem essa vontade há anos, mas o contrato do brasileiro com a organização não permitia. Em entrevista coletiva após o UFC Las Vegas 15, Dana White descartou a possibilidade de participar da promoção deste confronto, pois na visão dele, os atletas já passaram da idade de lutar. 

"Anderson Silva já teve seu dia. Roy Jones Jr. já teve seu dia. Hoje não é o dia deles, simplesmente não é. Esses caras jovens que você viu lutar hoje são o futuro, é nisso que estou interessado. Eu sou muito fã de lutas, mas eu acredito que as lutas são para os jovens, não para os velhos. Entendo que ainda tem um nome disponível por aí e você pode fazer algum dinheiro, mas quando você é um fã de lutas, você quer ver o melhor do mundo, os jovens promissores. Quero ver esses caras lutarem, saber quem é o melhor em cada divisão. Então como um fã, esse tipo de coisa não me interessa", criticou Dana White.

Vale lembrar que no último dia 31 de outubro, Anderson Silva foi nocauteado por Uriah Hall, em duelo que marcou sua última luta no UFC. Na ocasião, Dana White criticou duramente a performance do brasileiro e se culpou, dizendo que "não deveria ter deixado ele lutar". De acordo com o cartola, 'Spider' não deveria se apresentar nunca mais.

"Eu poderia sentar aquia  noite toda e ver esses garotos lutarem, isso é o que eu amo fazer. Isso (luta de veteranos) não é o que eu gosto de fazer. Tem muita gente por aí que faz isso. Muita gente que faz lutas para velhos. Eu não faço luta para velhos", finalizou o cartola.

No MMA profissional desde 1997, Anderson Silva acumula um cartel de 34 vitórias, 11 derrotas e um 'No Contest' (luta sem resultado). No período de 2006 a 2013 o brasileiro foi soberano no peso-médio (84 kg) do UFC, com dez defesas de cinturão seguidas. Porém, o recente retrospecto do atleta não é um dos melhores. Nas últimas nove lutas que disputou, 'Spider' foi derrotado sete vezes, com sua única vitória em 2017, diante de Derek Brunson.

Esporte