PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Anomalia no peito de Adesanya origina rumor sobre esteróides; lutador nega

Israel Adesanya recebe cinturão dos médios após derrotar Paulo Borrachinha com facilidade no UFC 253 - Josh Hedges/Zuffa LLC
Israel Adesanya recebe cinturão dos médios após derrotar Paulo Borrachinha com facilidade no UFC 253 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC

Ag. Fight

Ag. Fight

30/09/2020 14h49

Não foi somente o desempenho de Israel Adesanya na luta contra Paulo 'Borrachinha' no último sábado (26), que chamou atenção do público.

Além da superioridade no confronto, surgiram especulações sobre o músculo do peitoral direito do nigeriano, que apresentava um tamanho maior do que o normal, levantando suspeitas sobre o uso de esteróides. O campeão dos pesos-médios (84 kg) do Ultimate rapidamente negou as acusações e afirmou que ainda não sabe a causa do problema.

Em entrevista ao programa 'Ariel Helwani's MMA Show', Adesanya deu risada das teorias sobre o uso de anabolizantes, ressaltando que já foi testado pela USADA (agência antidoping americana) 32 vezes desde que entrou para o UFC, em 2018, e nunca falhou. O nigeriano ainda revelou que já realizou exames para saber o que causou a anomalia, mas ainda aguarda os resultados.

"Eu não queria falar sobre isso até saber o que era. Estou com isso há oito semanas e está crescendo rápido. Minha namorada disse que eu precisava ir no médico mas eu estava tipo 'preciso acabar com essa luta primeiro'. Não sei o que é, mas pelo que eu li no Google sobre ginecomastia, acontece nos dois peitos e o meu é só em um. Nunca fui de ficar me diagnosticando pelo Google, e não vou começar agora. Então eu fiz os meus testes e vou manter vocês informados", contou.

Com o triunfo na luta principal do UFC 253, realizado na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU), Israel Adesanya mantém o cinturão peso-médio da entidade e permanece invicto em sua carreira no MMA profissional, agora com 20 vitórias, sendo 15 por nocaute.

MMA