PUBLICIDADE
Topo

MMA


UFC: Shogun exalta motivação e mira nocaute em despedida de Minotouro

Maurício Shogun (dir.) e Rogério Minotouro trocam golpes em evento do UFC 190, em 2015 - Alexandre Loureiro/Inovafoto/UFC
Maurício Shogun (dir.) e Rogério Minotouro trocam golpes em evento do UFC 190, em 2015 Imagem: Alexandre Loureiro/Inovafoto/UFC

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

24/07/2020 06h00

Uma das rivalidades mais marcantes da história do MMA vai ter um ponto final nesse sábado (25), em evento do UFC na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU). Maurício 'Shogun' e Rogério 'Minotouro' vão escrever o derradeiro capítulo de uma disputa que até hoje é mencionada pelos fãs como um das mais emblemáticas da modalidade. Desta forma, o final da trilogia acompanhará a última luta da carreira do irmão gêmeo de 'Minotauro', que pediu pelo confronto para encerrar sua jornada no esporte. Atento à situação, o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do Ultimate não pretende deixar o rival diminuir a diferença no confronto direto.

Curiosamente, assim que o combate foi anunciado pelo UFC, Shogun passou a ser questionado sobre a motivação para travar nova luta contra 'Minotouro', uma vez que ele venceu os outros dois encontros que travou com o rival - uma pelo extinto Pride, em 2005, e outra pelo UFC, dez anos depois. Pensando nisso, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o curitibano revelou que encarar seu compatriota sempre o empolga e, por isso, o obriga a se apresentar em sua melhor versão no octógono.

"Aceitei essa luta porque me motiva, sei que ele queria essa luta. Sei que ele vai querer muito me vencer, mas eu também. Então acho que vai ser uma luta boa, assim como as duas anteriores, porque ele gosta da trocação e eu também, então fica do jeito que a galera gosta. Espero que seja um lutão. Quem me conhece sabe que busco sempre o nocaute e ele também. Pode ser que dessa vez aconteça um nocaute e espero que seja para o meu lado (risos)", afirmou o ex-campeão o UFC.

Além de destacar sua confiança em uma nova grande apresentação, 'Shogun' sabe que essa luta vai ter um significado especial por ser a última do seu adversário no MMA. No entanto, o lutador garantiu que não pretende se apegar a isso como forma de manter sua concentração para a disputa.

"É a carreira dele, ele que está parando. Mas fico lisonjeado em fazer parte da carreira dele desde o começo, meio e fim. Com certeza ele é uma lenda e vai ser lembrado para sempre por todos os fãs do MMA. Ele vai estar focado, concentrado em tudo que ele treinou. Acho que não muda nessa questão de pressão", explicou.

'Shogun' venceu quatro de suas últimas seis lutas. O ex-campeão dos meio-pesados teve vitórias sobre Corey Anderson, Gian Villante e Tyson Pedro, somente sendo superado por Anthony Smith. Na sua mais recente aparição, em novembro de 2019, teve um empate com Paul Craig, em evento que aconteceu em São Paulo.

MMA