PUBLICIDADE
Topo

MMA


Kamaru Usman domina Masvidal e mantém cinturão dos meio-médios do UFC

Kamaru Usman posa com cinturão do UFC - Mike Roach/Zuffa LLC
Kamaru Usman posa com cinturão do UFC Imagem: Mike Roach/Zuffa LLC

Natassia del frate, em Abu Dhabi (EAU)

Ag. Fight

12/07/2020 02h49

Substituto de última de Gilbert 'Durinho', Jorge Masvidal salvou o main event do UFC 251 para disputar o cinturão dos meio-médios (77 kg) contra Kamaru Usman, mas não viu a cor da bola. Apesar da valentia e disposição para a troca franca de golpes, o desafiante foi anulado consistentemente pelo campeão ao longo de cinco rounds.

Mais forte e mais preparado fisicamente, Usman pouco a pouco impôs seu domínio através de clinches, quedas, golpes no infight e muita pressão. Sem saber como reverter a situação, Masvidal ainda tentou provocar durante o combate, mas não conseguiu abalar o campeão, que foi declarado vencedor por decisão unânime.

A luta

Mais rápido no começo, Masvidal acertou bons chutes e acelerou a disputa em busca de um golpe singular que pudesse liquidar a fatura. No entanto, o campeão fez o dever de casa e, mesmo atacando menos, acertou ataques mais contundentes e manteve o domínio de posições. Vantagem mínima. Usman 10 x 9 Masvidal.

Na etapa seguinte, o atleta nigeriano pressionou e levou o rival para a grade, de onde minou sua resistência com tentativas de queda.e golpes no infight. A partir daí, sua vantagem ficou clara e coube ao desafiante apostar na provocação para tirá-lo do sério.

Nos demais assaltos, o ritmo se manteve. Quedas, clinches e golpes na grade garantiram ao nigeriano a continuidade de seu reinado na divisão.

Placar empatado

De fato, Alexander Volkanovski e Max Holloway são os dois melhores pesos-penas (66 kg) da atualidade no UFC. Depois de duelarem em dezembro, os atletas fizeram por merecer uma revanche imediata e, com esperado, fizeram uma disputa equilibrada. No entanto, o australiano levou a melhor mais uma vez.

Pior no começo, Volkanovski demorou para encontrar o tempo de atacar e levou a pior nos dois primeiros rounds. Muito mais alto, o havaiano levou a melhor de forma consistente com golpes de entrada e na saída das combinações, sobrando em volume de ataques.

Já na terceira etapa, com o ritmo de luta reduzido, Holloway passou a ter dificuldades de se esquivar dos explosivos ataques do rival, que encurtava a distância a todo momento. Desta forma, esse equilibrado assalto se tornou o fator decisivo para os juízes apontarem o vencedor.

Mais inteiro, o campeão dominou as duas últimas etapas após imprimir pressão constante. Dono do centro do octógono, Volkanovski alternou chutes baixos, cruzados com diretos e algumas entradas de queda que confundiram e cansaram o desafiante. Ao final do tempo regulamentar, vitória por decisão dividida.

Acompanhe os resultados do UFC 251:

Kamaru Usman venceu Jorge Masvidal por decisão unânime;
Alexander Volkanovski venceu Max Holloway por decisão dividida;
Petr Yan nocauteou José Aldo no 5º round;
Rose Namajunas venceu Jéssica 'Bate-Estaca' por decisão dividida;
Amanda Ribas finalizou Paige VanZant no 1º round;
Ji?í Procházka nocauteou Volkan Oezdemir no 2º round;
Muslim Salikhov venceu Elizeu 'Capoeira' por decisão dividida;
Makwan Amirkhani finalizou Danny Henry no 1º round;
Leonardo Santos venceu Roman Bogatov por decisão unânime;
Marcin Tybura venceu Maxim Grishin por decisão unânime;
Raulian Paiva venceu Zhalgas Zhumagulov por decisão unânime;
Karol Rosa venceu Vanessa Melo por decisão unânime;
Davey Grant nocauteou Martin Day no 3º round.

MMA